Homicídio

Casal é preso suspeito de esfaquear taxista em Paulista

Dupla conhecia a vítima e premeditou o crime

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 06/01/2015 às 7:53
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Dupla conhecia a vítima e premeditou o crime - FOTO: Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Leitura:

Um casal foi preso suspeito de esfaquear um taxista de 62 anos em Paulista, por volta das 22h desta segunda-feira (05). De acordo com a Polícia Civil, Rafael Nunes Aciole, 21 anos, e Adala Maria Vicente, 19 anos, pegaram o táxi da vítima no ponto do TI Macaxeira e, quando estavam na Avenida Brasil, no bairro Maranguape I, o suspeito deu uma chave de braço na vítima e desferiu cerca de dez facadas. A intenção do casal era assassinar o taxista Antonio Barreiros de Lima e então roubar os seus pertences. Entretanto, o veículo colidiu com o muro de uma casa, chamando muita atenção e impossibilitando o roubo.

Ainda segundo a polícia, os suspeitos tentaram fugir, mas foram perseguidos e presos. Em depoimento, Rafael afirmou que conhecia a vítima e que crime foi premeditado. A motivação do crime seria uma cantada que o taxista teria dado em Adala Maria há alguns dias. Antonio Barreiros morreu no local e teve seu corpo encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML). 

Os suspeitos foram autuados em flagrante por latrocínio, roubo seguido de morte. Rafael Nunes Aciole, que já havia sido preso por tráfico de drogas, foi levado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. Já Adala Maria Vicente encontra-se na Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, no Recife. Ambos aguardam julgamento. O caso foi registrado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias