Homicídio

Suspeito de esquartejar a sogra em Marcos Freire é detido pelo Gati

Pablo Jorge Rangel de Araújo foi agredido pela população e foi encaminhado ao Hospital Getúlio Vargas sob custódia policial

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 03/01/2015 às 9:05
Foto: Divulgação/Polícia Militar
Pablo Jorge Rangel de Araújo foi agredido pela população e foi encaminhado ao Hospital Getúlio Vargas sob custódia policial - FOTO: Foto: Divulgação/Polícia Militar
Leitura:

O Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) da Polícia Militar prendeu na madrugada deste sábado (03) o homem suspeito de esquartejar a sogra em Marcos Freire, Jaboatão dos Guararapes, na última segunda-feira (29). De acordo com informações do Gati, Pablo Jorge Rangel de Araújo, de 24 anos, foi encontrado em uma casa em Barra de Jangada onde ele estava escondido. O suspeito reagiu atirando ao ser abordado pela polícia e acabou sendo atingido no pé. Ele foi encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas, sob custódia policial, e passou por cirurgia. A arma de fogo que estava com ele foi apreendida. Pablo Jorge deverá ser encaminhado ao Departamento de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP) e, em seguida, levado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde ficará à disposição da Justiça. O caso está sob responsabilidade da 5ª delegacia do DHPP.

Partes do corpo da sogra de Pablo foram encontradas nessa quarta-feira (31) em sacos plásticos no apartamento alugado por ele no Conjunto Residencial Marcos Freire. A vítima, Ana Yles Francisca do Nascimento, de 44 anos, foi esquartejada e teve as pernas e braços arrancados a golpes de machado. De acordo com informações da Polícia Civil, Pablo Jorge é o principal suspeito do crime.

O acusado é carioca e tem passagem na polícia por tráfico de drogas e roubo. Pablo já teria ameaçado a ex-mulher de morte. A polícia informou ainda que a última briga do casal teria ocorrido no dia de Natal e aniversário da sogra. Familiares informaram à polícia, que Ana tentava interver nas brigas. Pablo tem um filho de três anos com a filha da vítima.

Ana Yles Francisca estava desaparecida desde a última segunda-feira (29), data que a polícia acredita que tenha ocorrido o crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. O delegado João Felipe Furtado comanda a investigação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias