Justiça

Audiência pública vai abordar caso Karinny Oliveira

Vereadora Isabella de Roldão propôs encontro na Câmera

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 09/03/2015 às 18:00
Foto: Chico Porto/JC Imagem
Vereadora Isabella de Roldão propôs encontro na Câmera - FOTO: Foto: Chico Porto/JC Imagem
Leitura:

Nesta terça-feira, às 10h, na Câmara dos Vereadores do Recife, acontece uma audiência pública com o tema violência contra mulher e foco no caso da estudante e bolsista Karinny Oliveira, que pode ser presa por não pagar pensão ao ex-marido, o promotor Fernando Portela, com quem tem dois filhos adolescentes. A audiência foi proposta pela vereadora Isabella Roldão (PDT).

O pedido de prisão de Karinny, 38 anos, foi realizado em outubro do ano passado, quando o ex-marido acionou a Justiça reclamando o valor de R$ 12.700. O problema é que a estudante do Programa de Pós-graduação em Educação Contemporânea da Universidade Federal de Pernambuco (campus Caruaru) recebe uma bolsa mensal de R$ 1.500 – e esse benefício não é classificado como vínculo empregatício.

Ano passado, após duas audiências públicas, movimentos sociais conseguiram realizar uma campanha para pagar o valor e livrar Karinny (que permaneceu escondida na capital para não ser presa pela polícia) das celas. O total de R$ 9.700 foi levantado. O advogado de Karinny, Castro Neto, vai pedir anulação do pedido de prisão alegando que houve erro jurídico no processo. “Caso ele não consiga essa anulação, vamos tentar um acordo para pagar o valor total usando o dinheiro arrecadado”, explica a estudante. Segundo ela, não há qualquer contato com os filhos há meses. “Envio mensagens e telefono, mas eles não dão nenhum retorno.”

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias