Arquitetura

Livro conta trajetória do arquiteto Glauco Campello

Paraibano de nascimento, ele morou no Recife e participou da construção de Brasília

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 18/08/2015 às 7:30
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Paraibano de nascimento, ele morou no Recife e participou da construção de Brasília - FOTO: Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Leitura:

O arquiteto Glauco Campello, que participou da construção de Brasília ao lado de Oscar Niemeyer (1907-2012), lança nesta terça-feira (18), no Recife, livro contando sua trajetória profissional. Ele mesmo organizou a publicação e convidou os arquitetos Lauro Cavalcanti (carioca) e Luiz Amorim (pernambucano) para escrever textos críticos sobre a obra.

Aberto ao público, o evento começa às 19h, no Museu da Cidade do Recife, localizado no Forte das Cinco Pontas, no Centro da cidade. A programação inclui palestra com o autor e debate com Luiz Amorim e com a pesquisadora Anália Amorim, professora da Escola da Cidade, faculdade de arquitetura e urbanismo de São Paulo.

"Glauco Campello é um dos grandes arquitetos brasileiros do século 20. Ele iniciou a carreira em Brasília e foi um dos primeiros professores de arquitetura da UnB", diz Luiz Amorim, urbanista e professor do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Paraibano de Mamanguape, Glauco Campello nasceu em 1934. Começou o curso de arquitetura no Recife, mas concluiu os estudos no Rio de Janeiro. Assina projetos em Brasília, Recife, Rio de Janeiro e Milão, onde morou, antes de fixar residência no Rio.

O livro, Glauco Campello: Caderno de Arquitetura é uma publicação da Editora da Escola da Cidade. Antes do lançamento, na manhã desta terça-feira (18), o arquiteto participa de palestra no auditório do Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife. A conversa, aberta ao público, tem início às 10h.

"Ele vai falar sobre a restauração do Paço Imperial, no Rio de Janeiro, projeto que fez e coordenou (1984-1989). É um marco em restauração, pois ultrapassa aspectos científicos", destaca Luiz Amorim. A palestra faz parte da programação dos 40 anos de fundação do MDU, o Programa Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFPE.

Ainda nos eventos comemorativos do MDU, a arquiteta Anália Amorim fará palestra sobre a Arquitetura Contemporânea da China. Será na quarta-feira (19), às 10h, na sala 51 do CAC-UFPE, com entrada franca. Além de ensinar na Escola da Cidade, Anália é professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).

Últimas notícias