Homicídio

Criança de 7 anos é assassinada durante festa em colégio particular de Petrolina

Menina estava acompanhada dos pais, quando desapareceu. Ela foi encontrada morta em um depósito

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 11/12/2015 às 7:56
Foto: Reprodução
Menina estava acompanhada dos pais, quando desapareceu. Ela foi encontrada morta em um depósito - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Uma menina de 7 anos foi assassinada a facadas na noite desta quinta-feira (10) durante a realização de uma solenidade de formatura em um colégio particular no município de Petrolina, no Sertão pernambucano. De acordo com o 5° Batalhão da Polícia Militar, várias pessoas estavam no Colégio Maria Auxiliadora, na Avenida Guararapes, no momento do crime, por volta das 23h. Beatriz Angélica Mota estudava no colégio e era filha de um professor de Inglês da unidade.

Ainda conforme a polícia, o pais da criança, Lúcia Mota e Sandro Romildo, que também estavam na festa, notaram o desaparecimento da menina e a chamaram pelo microfone do palco que estava montado na quadra do colégio. "A criança se afastou dos pais por alguns instantes. As pessoas que estavam na festa em se mobilizaram e formaram duplas para procurar pela menina", conta a delegada Sara Machado, responsável pela investigação do caso.

Beatriz foi encontrada em um antigo depósito de material esportivo, um local isolado. Ela estava com várias perfurações e uma faca do tipo peixeira cravada na clavícula.

O Instituto de Criminalística periciou o local do crime e removeu o corpo de Beatriz Angélica Mota para o Instituto de Medicina Legal (IML), também em Petrolina. Até o momento, não se tem pistas do autor do homicídio. As polícias civil e militar trabalham em conjunto para encontrar o suspeito.

A delegada Sara pede ainda que pais e estudantes que estavam na solenidade e tenham fotos e vídeos da festa procurem a Delegacia de Homicídios de Petrolina. "Vamos analisar as imagens para tentar encontrar pistas do que aconteceu com Beatriz", completa a delegada. Quem tiver qualquer informação que possa ajudar no caso pode ligar de forma anônima para os telefones da Polícia Civil: (87) 3866.6781 ou (87) 3866.6782.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias