Recife

Combate ao Aedes aegypti é prioridade de plataforma Colab.re

Serviço foi contrato por R$ 498 mil e deve entrar em funcionamento em até dois meses

Cidades
Cidades
Publicado em 22/03/2016 às 6:56
Fernando da Hora/JC Imagem
Serviço foi contrato por R$ 498 mil e deve entrar em funcionamento em até dois meses - FOTO: Fernando da Hora/JC Imagem
Leitura:

O combate ao mosquito Aedes aegypti,  transmissor da dengue, zika e chikungunha, é prioridade da plataforma Colab.re, ferramenta de participação social por meio da qual o cidadão registra sua informação, reclamação ou sugestão e a prefeitura se compromete a respondê-la por meio do órgão competente. O serviço – que entrará em funcionamento em até dois meses – foi contratado, por termo de inexigibilidade, ao custo de R$ 498 mil por um ano.

O secretário de Saúde, Jailson Correia, acredita que uma das maiores demandas a surgir pode ser a de informações sobre imóveis fechados. “Já temos várias formas de comunicação (a direta nas comunidades, as redes sociais, ouvidoria), mas o Colab é um canal bilateral, é dinâmico e vai nos ajudar a dar uma resposta mais precisa”, afirma. O gestor diz que um aumento de demanda não assusta. “Se o problema for real, é importante o conhecermos e fazermos nosso planejamento conforme nossa capacidade”.

O termo de adesão ao serviço foi assinado nesta segunda. “Primeiro vamos fazer o mapeamento da estrutura da prefeitura e treinar os responsáveis técnicos para lidar com a plataforma. Assim que ela estiver disponível, é só se cadastrar via Facebook ou por email e registrar a demanda. Ela será encaminhada ao responsável para providências. Com isso, a gente traz a participação da população e ajuda a prefeitura a ser mais eficiente”, explica Gustavo Maia, cofundador do Colab. “Hoje temos dez mil usuários no Recife, número que deve crescer”.

A plataforma nasceu no Recife, há três anos, e já possui aproximadamente 100 prefeituras de todo o Brasil cadastradas. Ela pode ser utilizado em celulares com sistema Android, IOS ou através do site www.colab.re. “O diferencial da ferramenta é a transparência”, salienta Gustavo. As postagens (que contêm foto, local do fato e link) são visualizadas por todos, inclusive os comentários, curtidas e resposta do município. Conforme a prefeitura, uma equipe estará conectada para acompanhar as demandas em tempo real.

“O tempo de resposta varia. Temos clientes com 70% de taxa de resolução em três meses”, informa Gustavo. “A prefeitura tem as estatísticas em tempo real, mas também forneceremos relatórios para ações específicas, como mutirões de bairros”, esclarece Gustavo. Ele adianta que a prefeitura também poderá utilizar o Colab para fazer consultas à população, antes de implementar algumas ações, como mudanças no trânsito.

CONTRATO

Por meio de sua assessoria de imprensa, A Secretaria de Planejamento e Gestão informou que o Colab foi contratado por termo de inexigibilidade por ser a única empresa que preste esse serviço. Segundo o órgão, os recursos previstos incluem contratação da plataforma, treinamento e gerenciamento da informação, com mapeamento quantitativo e qualitativo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias