Solidariedade

Através de doação, família garante cirurgia do filho com má-formação

Uma doadora, que conheceu o caso pelas redes sociais, se disponibilizou pagar o valor da cirurgia de correção dos pés do bebê de 4 meses, que será realizada em maio

Da Editoria de Cidades
Da Editoria de Cidades
Publicado em 21/04/2016 às 18:30
Fernando da Hora/ JC Imagem
Uma doadora, que conheceu o caso pelas redes sociais, se disponibilizou pagar o valor da cirurgia de correção dos pés do bebê de 4 meses, que será realizada em maio - FOTO: Fernando da Hora/ JC Imagem
Leitura:

No dia em que completa 4 meses de vida, o pequeno Pedro Augusto de Farias Pereira e sua família têm muito o que comemorar: pouco mais de uma semana após o início da campanha realizada nas redes sociais, o dinheiro necessário para a cirurgia que corrigirá o problema de pé-torto congênito do bebê, foi arrecadado. O valor de R$ 8.500,00 veio de uma única doadora, que ficou sabendo do caso de Pedro pelo Facebook 


"A gente não esperava conseguir tão rápido, achava que ia demorar meses para conseguir o dinheiro. Estou muito agradecida a Deus e as pessoas que ajudaram e divulgaram.  Daqui a alguns meses, meu filho vai estar bem, com as perninhas corrigidas", comemora Julyana de Freitas, mãe de Pedro Augusto. A consulta em São Paulo, onde o bebê fará a cirurgia, já está marcada para o dia 3 de maio. A expectativa é de que a viagem dure 30 dias. O dinheiro da cirurgia já está garantido, assim como as passagens de avião para os pais e o bebê. Entretanto, a família ainda precisa de doações para bancar hospedagem e alimentação na capital paulista. "Só o hotel sai em torno de R$ 4.000,00, então estamos procurando também uma casa para alugar. Sai mais barato, cerca de R$2.700,00", conta Julyana 



O pé torto congênito é uma má-formação que atinge um a cada mil recém-nascidos. Geralmente, o bebê nasce com os pés invertidos e virados para dentro, o que pode dificultar o desenvolvimento motor da criança no futuro. Há 12 semanas, Pedro é tratado com engessamento das pernas. A cirurgia era a maneira mais rápida para corrigir o problema e garantir um desenvolvimento normal para o bebê, que deve estar com os pés corrigidos antes de completar um ano. 


Para ajudar a família com as despesas referentes à hospedagem e alimentação, as doações podem ser feitas por depósito bancário em nome da mãe da criança, Julyana de Freitas. (Conta-poupança da Caixa Ecônomica Federal nº 125707-0 | Agência 1028 | Operação 013) 


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias