Cidadania

Mutirão de serviços para pessoas em situação de rua ocorre no Recife

Alimentação, roupas, serviços de saúde, odontológicos e de estética são oferecidos

Cidades
Cidades
Publicado em 19/08/2018 às 11:12
Léo Mota/JC Imagem
Alimentação, roupas, serviços de saúde, odontológicos e de estética são oferecidos - FOTO: Léo Mota/JC Imagem
Leitura:

Um prato de comida, um banho, roupas, serviços de saúde e odontológicos, retirada de documentos, maquiagem, corte de cabelos, manicure e pedicure. Se para muita gente tudo isso faz parte da rotina, para pessoas em situação de rua só mesmo com a ajuda alheia. E ela está sendo dada neste domingo, na Praça do Arsenal, no Bairro do Recife, Centro. Até às 10h, 260 pessoas já haviam sido atendidas no 5ª edição do Ventura, evento de promoção de cidadania organizado pela ONG Samaritanos, com apoio de outras entidades, empresas particulares e órgãos públicos, que abre a Semana de Luta por Direitos da Pop Rua.

“Estou me sentindo outra, uma madame. Mais jovem. Feliz. Elegante”, comemora Maria dos Prazeres da Conceição, de 48 anos, que se alimentou e utilizou diversos serviços junto com o filho Anderson, de 8 anos, e mostrava claramente no sorriso que junto com os serviços vem o sentimento de dignidade. “Eu acho ótimo esse movimento porque dá uma força para o morador de rua. O que a gente sente mais falta na rua é a alimentação, o banho e a cama. E já me tiraram três filhos por eu viver na rua. Agora a prefeitura me botou numa casa, mas só por seis meses”.

O pedreiro Édson Azevedo dos Santos, 53 aos, conta que já trabalhou em grandes empresas e foi parar na rua depois de perder o emprego, há dois anos, por problemas familiares. Ele utilizou quase todos os serviços oferecidos. “Eu já vivi em abrigo, mas saí para fazer um bico e não deu certo, desde novembro estou esperando vaga de novo e agora só tenho alimentação certa duas vezes na semana. Se não fosse esse pessoal dessas ONGs, o que seria da gente? Não temos o básico, que é acolhimento. Sou qualificado, mas preciso de emprego".

PARCERIAS

Coordenador da Samaritanos, Rafael Araújo diz que o projeto surgiu quando eles trabalhavam distribuindo comida, em rondas noturas que realizam às quartas-feiras. “Havia uma demanda muito grande por esses serviços, então resolvemos montar esse evento, que ocorre três vezes por ano, com parcerias”, declara. O café da manhã foi organizado pelo grupo Pão Nosso de Cada Noite. O almoço, pelos voluntários do Sabor Solidário. O Banho do Bem é um projeto da ONG Recife do Bem e também há o apoio do projeto Corrente do Bem. A Secretaria de Assistência Social do Recife forneceu toldos. O Centro de Referência em Direitos Humanos e Gerência de Livre Orientação Sexual marcaram presença para orientar as pessoas e receber denúncias.

O mutirão segue até às 14h. Mas às 16h está programado um ato, no Marco Zero, para chamar atenção para o problema dessa população de moradores de rua. A iniciativa é articulada pelo Comitê Pop Rua do Recife, com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos, Secretaria Municipal de Saúde, o Movimento Nacional de População de Rua e entidades da Sociedade Civil.

Nesta segunda na terça, haverá o II Seminário do Comitê Pop Rua do Recife, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), a fim de poder público e sociedade civil trocarem experiências sobre de cidadania para essa população.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias