LUZES

Forte das Cinco Pontas recebe novo projeto de iluminação

O projeto, feito em parceria com a Prefeitura do Recife, foi pensado pelo Instituto Neoenergia, braço de atuação social do Grupo Neoenergia

Arlene Carvalho
Arlene Carvalho
Publicado em 27/11/2018 às 0:30
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
O projeto, feito em parceria com a Prefeitura do Recife, foi pensado pelo Instituto Neoenergia, braço de atuação social do Grupo Neoenergia - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Patrimônio artístico-cultural do século 17, o Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José, Centro do Recife, ganhou novo sistema de iluminação em LED, inaugurado na noite de ontem. Sessenta e seis projetores de luz instalados na fachada geram economia no consumo de energia superior a 30%.

Os postes instalados no jardim também receberam novas lâmpadas. Tudo isso para valorizar a importância histórica do monumento, tombado como patrimônio nacional desde 1938 e, atualmente, concorrente com outras 18 fortalezas brasileiras ao título de Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O projeto, em parceria com a Prefeitura do Recife, foi pensado pelo Instituto Neoenergia, braço de atuação social do Grupo Neoenergia, empresa que consolida as operações da Iberdrola no Brasil, e que em Pernambuco, possui a concessão da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). As atividades do instituto no Estado foram oficialmente iniciadas ontem.

“Esse projeto custou cerca de R$ 480 mil e levou cerca de um ano para ser realizado. O Instituto Neoenergia se destaca pela preservação histórica e respeito à importância arquitetônica desses monumentos espalhados pelo Brasil. Ele nasceu com a ideia de melhorar a vida das pessoas”, contou o presidente da Celpe, Antônio Carlos Sanches.

Diretora do Instituto Neoenergia, Renata Chagas afirmou que o projeto de iluminação do Forte das Cinco Pontas, e de outros monumentos no Brasil está incluso no “braço” de arte e cultura do instituto, e garantiu que haverá outras iniciativas. “Possuímos concessões em vários Estados, como Bahia, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Dentro do instituto, com certeza, devemos ter mais projetos aqui, mas ainda estamos definindo”, afirmou. “Nossa próxima ação de iluminação será lançada em 2019, no Rio Grande do Norte. As próximas atividades aqui em Pernambuco devem contemplar as áreas de biodiversidade, educação, formação e pesquisa.”

Iluminação interna

Além da luzes externas, uma iluminação cênica foi implantada no interior da construção que abriga, desde o início da década de 80, o Museu da Cidade do Recife.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias