Carnaval 2019

Homem da Meia Noite sobe o Morro da Conceição

No dia em que completou 87 anos (2 de fevereiro de 2019), o Homem da Meia Noite prestou reverência a Nossa Senhora da Conceição, no famoso morro da Zona Norte do Recife

Cleide Alves
Cleide Alves
Publicado em 02/02/2019 às 22:01
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
FOTO: Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Leitura:

O Homem da Meia Noite completou 87 anos de vida neste sábado (02/02) e comemorou a data em grande estilo. Elegante em sua fantasia criada especialmente para a festa, ele desafiou a idade, subiu o Morro da Conceição, bairro da Zona Norte do Recife, e pela primeira vez desfilou no espaço sagrado da santa. O encontro do famoso boneco gigante de Olinda com a imagem de Nossa Senhora da Conceição, às 18h35, emocionou os devotos do calunga e da Virgem Maria.

Como reza a tradição, o Homem da Meia Noite estava vestido de verde e branco. Mas os detalhes do paletó fizeram toda a diferença: no lado direito estava estampada a imagem de Nossa Senhora da Conceição, no lado esquerdo se destacava um desenho de Iemanjá (orixá homenageada em 2 de fevereiro, o mesmo dia do aniversário do calunga), e nas costas exibia uma paisagem pintada do Morro da Conceição.

Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Homem da Meia Noite sobe o Morro da Conceição, na Zona Norte do Recife, pela primeira vez - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Calunga gigante de Olinda, Homem da Meia Noite celebra 87 anos no Morro da Conceição, no Recife - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Homem da Meia Noite completa 87 anos em 2 de fevereiro de 2019 com festa no Morro da Conceição - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Frevo e samba sobem o Morro da Conceição para celebrar os 87 anos do Homem da Meia Noite - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Homem da Meia Noite sobe o Morro da Conceição, no Recife, e faz reverências a Nossa Senhora - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Fiéis e foliões prestigiaram a festa de aniversário do Homem da Meia Noite no Morro da Conceição - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Lia de Itamaracá (de azul) é uma das homenageadas no Carnaval 2019 pelo Homem da Meia Noite - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Bolo, fé e música para celebrar aniversário de 87 anos do Homem da Meia noite no Morro da Conceição - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

 

“Esse é um momento histórico e talvez único, um cortejo de respeito, de fé e de esperança de vida”, declara o presidente do Clube Carnavalesco de Alegoria e Crítica O Homem da Meia Noite, Luiz Adolpho Alves. No Carnaval 2019 a agremiação traz como tema A Voz do Morro. “Por isso decidimos comemorar os 87 anos do Homem da Meia Noite no Morro da Conceição”, diz Luiz Adolpho. O calunga subiu a ladeira na cadência dos grupos Patusco e Raízes do Quilombo, acompanhado por centenas de fãs.

Eram 17h20 quando o Homem da Meia Noite apareceu no Largo Dom Luiz, a subida do Morro da Conceição, para começar a festa. “É um sonho realizado, fiquei emocionada”, comentou a dona de casa Josélia Ribeiro, 54 anos. Moradora de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, ela disse que viu o boneco gigante uma única vez na vida, quando era criança. Neste sábado (02/02), ela apresentou o calunga à filha, Isabele Ribeiro, 20.

“Só conhecia o Homem da Meia Noite pela televisão, nunca fui até Olinda para vê-lo, mas ele veio até a mim”, diz Isabele Ribeiro, estudante de nutrição. “Um encontro lindo de duas festas que reúnem multidão”, destaca a estudante de design gráfico e moradora da Várzea (Zona Oeste do Recife), Maria Renata Eloy, que já acompanhou dois desfiles do Homem da Meia Noite e sobe o Morro da Conceição no dia da santa, 8 de dezembro.

Homenagens

Para o percussionista Lucas dos Prazeres, 35, ser homenageado pelo calunga é uma honra. “Devolvi a homenagem recebida com a música O Homem apareceu, que fiz para ele. A Voz do Morro, tema da agremiação neste ano, simboliza o trabalho que desenvolvemos no Morro da Conceição há 30 anos”, diz Lucas dos Prazeres, que comando o grupo Raízes do Quilombo. O clube também presta homenagem a Patusco e a Lia de Itamaracá.

A cirandeira Lia participou da festa deste sábado (02/02) e cantou o parabéns para você depois que o calunga fez a saudação à imagem da santa, primeiro em silêncio e depois ao som do hino do Homem da Meia Noite e da música Maria de Nazaré.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias