BPC

Com benefício suspenso, mães de crianças com microcefalia protestam no Recife

Mais de 20 crianças tiveram o Benefício de Prestação Continuada (BPC) cortado. Mães pedem respostar para a suspensão

Julia Aguilera
Julia Aguilera
Publicado em 18/07/2019 às 12:57
Notícia
Foto: Leo Mota/ JC Imagem
Mais de 20 crianças tiveram o Benefício de Prestação Continuada (BPC) cortado. Mães pedem respostar para a suspensão - FOTO: Foto: Leo Mota/ JC Imagem
Leitura:

Dezenas de mães de crianças com microcefalia realizaram um protesto nesta quinta-feira (18), em frente ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no bairro de Santo Amaro, pedindo respostas para a suspensão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) desde o mês de maio. Ao todo, 22 crianças tiveram o BPC cancelado. 

“Simplesmente que o CadÚnico está regular. A prova de vida está regular, não há também divergência financeira, estão não estamos entendendo o porquê disso. Nem o próprio sistema do INSS sabe o que está acontecendo. E, infelizmente, já ficamos sabendo, por uma assistente social desta unidade do INSS, que há uma lista com os nomes de outras crianças que vão perder o BPC, só não sabemos quantas são ou quem são”, explica Germana Soares, presidente da União de Mães de Anjos (UMA), associação de mães de crianças com microcefalia.

O benefício é de um salário mínimo e muitas vezes é a única renda das famílias. Sem poder trabalhar desde que seu filho nasceu, a dona de casa Soraya Palloma da Silva, mãe de Leonardo Gabriel, de três anos, se vê sem saída para continuar custeando as despesas do filho. "Em 2017 já passei mais de um ano sem receber o BPC. Essa já é a segunda vez que param. Desde maio eu não recebo, estou precisando pedir ajuda. Minha família me deu as costas e o pai dele não é vivo, o único jeito que encontrei foi pedir ajuda a pessoas conhecidas e na igreja", conta. 

INSS

Quando questionado, o INSS informou que quem cuida desta demanda é o Ministério da Cidadania, que, por sua vez, se limitou a dizer que "está em contato com a União de Mães de Anjos e aguarda o envio dos dados das beneficiárias do BPC para verificação de suas situações cadastrais".  

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias