AGRESSÃO

Homem agride e mata gato de rua no bairro de Santo Amaro

Moradores registraram boletim de ocorrência na Depoma

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 18/07/2019 às 20:05
Notícia
Foto: Cortesia
Moradores registraram boletim de ocorrência na Depoma - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

Um gato de rua morreu, na última terça-feira (16), depois de ser agredido por um homem, no bairro de Santo Amaro, no Recife. Segundo testemunhas, o suposto agressor maltratava o animal há alguns meses, utilizando desde armas de fogo até pedaços de pau. Moradores da área chegaram a acionar a polícia, que foi à casa do homem apontado como responsável pelas agressões ao animal, mas não o encontrou. Nesta quinta-feira (18), testemunhas, que desconfiam que o autor tenha dado pauladas no animal, registraram boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma) contra o homem. 

Câmeras de segurança de um prédio registraram diversos momentos em que um homem passa correndo, perseguindo um gato. Uma moradora relatou que tudo começou em maio. “Ele estava, por volta das 20h, na rua, atirando no gato com uma arma de fogo, mas as câmeras do nosso prédio não alcançavam o local onde ele estava. As (câmeras) de uma empresa de segurança com certeza mostrariam, porque ficam na esquina”, contou 

No início deste mês, os moradores voltaram a notar, também por meio de imagens de câmeras de segurança, o mesmo homem portando um pedaço de pau e tentando agredir animais na vizinhança. 

O episódio mais recente aconteceu no último domingo (14) e terminou com a morte do animal, dois dias depois. “Eu já estava pronta para dormir quando meu vizinho mandou outro print da imagem da câmera. Nessa imagem, este homem aparecia na frente do meu prédio. Eu desci correndo, mas quando cheguei ele não estava mais lá. Só estava o gato, já machucado”, relatou a moradora que não quis se identificar. 

Veja o vídeo da agressão

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Jornal do Commercio PE (@jc_pe) em

Tentativa de salvamento 

Uma moradora ainda tentou salvar o animalzinho. “Levamos ele a um veterinário, que deu o diagnóstico de hemorragia interna, além de fraturas na coluna e na bacia. Quando o veterinário tentou seda-lo para colocar uma sonda, ele não resistiu e morreu. Tenho o laudo do veterinário”, disse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias