Galo Circense de olho no futuro

Acabou a espera, o Galo Gigante está de pé para o Carnaval 2020 do Recife

O símbolo do maior bloco de Carnaval do mundo foi erguido nesta sexta-feira (21)

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 21/02/2020 às 6:32
Notícia
Foto: Tião Siqueira/JC Imagem
O símbolo do maior bloco de Carnaval do mundo foi erguido nesta sexta-feira (21) - Foto: Tião Siqueira/JC Imagem
Leitura:

atualizada às 15h03

Acabou a espera! O Galo da Madrugada gigante, símbolo do maior bloco carnavalesco do mundo, foi erguido às 3h20 desta sexta-feira (21) e já está reinando na Ponte Duarte Coelho, na Boa Vista, Centro do Recife, para alegria do folião recifense. O chamado “Galo Circense de olho no futuro”, com 28 metros de altura e sete toneladas, veio ecofuturista, vestido com resíduos tecnológicos, e tem luzes de LED como a principal atração.

>>  Prepare-se para a abertura do Carnaval do Recife 2020. É nesta sexta!

>> Vai usar glitter no Carnaval 2020? Saiba como o material é feito

>> Saiba a previsão do tempo para o Recife e Olinda no Carnaval 2020

>>  Saiba quais os dez blocos de Carnaval mais buscados em 2020 no Recife

>>  Veja como irá funcionar o Expresso da Folia no Carnaval 2020 do Recife e Olinda

>>  É tradição. Frevo domina disparado ranking no Carnaval de Pernambuco

>> Saiba com chegar de ônibus ao Galo da Madrugada em 2020

>> Veja artistas e ordem dos trios elétricos no Galo da Madrugada 2020

"Eu queria rever as previsões da “moda futurista” dos anos 60 e repensar como aquela estética geométrica circular padronizada dialogaria com a realidade de hoje. Foi aí que surgiu uma fantasia escultórica, com estrutura modulada de discos de vinil descartados, composta por materiais alternativos e sobras do Galo Artesão (2019), questionando o próprio lixo tecnológico como desejo de consumo e ponto de partida para uma artesania autoral. A sustentabilidade não sai da moda e ela tem seu legado fundamental nessa história”, explicou o artista Leopoldo Nóbrega, responsável por confeccionar a alegoria.

>> Nas veias do Galo da Madrugada corre sangue pernambucano de Carnaval

Ao todo, são 38 placas de LED de alta resolução e mais de mil clusters de LED que iluminam o Galo Gigante. Cada placa de LED faz parte de um mapa digital com programação sofisticada de efeitos gráficos e luminosos.

>> Conheça as sete maravilhas do Carnaval de Pernambuco

Utilizando elementos do circo, a gola da vestimenta do Galo é uma referência aos séculos XVI e XVII, mas um elemento sempre presente nos personagens do picadeiro. As cores escolhidas remetem à explosão de energia da infância. Essas cores estão, principalmente, em vinis pintados por crianças de 3 a 12 anos e alinhados a placas de LED, fazendo alusão ao "fuxico", a arte de emendar retalhos produzindo um efeito colorido.

>> Veja o esquema montado pelo metrô para o Galo da Madrugada 2020

Cada pontinha do rabo do Galo gigante tem uma estrutura helicoidal, que gira em direções opostas, causando um efeito de movimento com a força do vento. A crista tem um degradê com as cores do arco-íris. Cerca de 30 pessoas cuidaram da parte estrutural do Galo. Outras 30 vestiram o ícone. 

>> 'Carnaval começa no Galo da Madrugada'. Aprenda a cantar o hino do Galo

Galo da Madrugada é rei no coração do recifense

“O galo é tradição de Pernambuco, vou dizer que está ruim? Quem quiser que diga. Para mim está ótimo, muito lindo”. Foi assim que o ‘Tampa do Carnaval’, como estava fantasiado o auxiliar de higiene José Flaviano Fonseca, de 55 anos, defendeu com toda a raça o mascote da sua terra natal. O Galo é o verdadeiro rei no coração do recifense

Desfile do Galo da Madrugada

O cortejo do Galo acontece no próximo sábado. A farra começa às 9h com a tradicional anunciação dos clarins e trombetas dos carros alegóricos que este ano percorrem todo o trajeto do bloco contando, de forma lúdica, a história da Xilogravura e da Literatura de Cordel. O desenho dos carros tem a assinatura do cenógrafo Ary Nóbrega, responsável há 30 anos por essa missão.

A exemplo de outros anos, em 2020, os trios elétricos que sairão no Galo da Madrugada serão comandados por artistas pernambucanos, que convidaram grandes nomes da música nacional para participar do maior bloco do mundo. Entre os artistas confirmados estão, Romero Ferro, Pablo Vittar, Armandinho, Bia Villachan, Marcelo Falcão, Michele Melo, Almir Rouche, Margareth Menezes, Fafá de Belém, André Rio, Maestro Forró, Fulô de Mandacaru, Elba Ramalho, Fabiana Pimentinha e Irah Caldeira.

Artistas e ordem dos trios do Galo da Madrugada

1 - Alegoria Clarins e Palhaços

2 - Abre Alas | Estandarte do Galo, bandeira de Pernambuco e Galo

3- Alegoria Especial | Galo Skol Puro Malte

4 - Almir Rouche

5 - Bonecos Gigantes, Enéas Galeno, J. Borges

6 - Galo 78

7 - Passista (60)

8 - Gustavo Travassos e Fafá de Belém

9 - Estandartes

10 - Caminhão Especial

11 - Rei Momo

12 - Frevioca 1, Bonecos Gigantes de Alceu Valença e J. Michilis

13 - Bonecos (cabeções)

14 - Alegoria 1 | Banda da PMPE

15 - Alegoria 2 | Caju e Castanha

16 - Lima Neto, Dani Veroli e Ed Carlos

17 - Alegoria 3 (sertanejos) | Galo Preto

18 - Bia Villachan e Armandinho

19 - Bonecos Gigantes de Ariano Suassuna e Chico Science

20 - Alegoria 4 (monstros do Sertão)

21 - Marrom Brasileiro e Nádia Maia

22 - Maestro Forró

23 - Geraldinho Lins

24 - Asas da América

25 - Gerlane Lops

26 - Banda Pinguim e Cristina Amaral

27 - Nena Queiroga e Margareth Menezes

28 - Elba Ramalho e Marcelo Falcão

29 - Maestro Spok

30 - André Rio

31 - Fulô de Mandacaru

32 - Romero Ferro, Michelle Melo, Pablo Vittar

33 - Quinteto Violado e Catarina Rosa

34 - Som da Terra e Érico Brás

35 - Benil e Irah Caldeira

36 - Nonô Germando

37 - Banda Luará

38 - Fabiana Pimentinha

39 - Diego Cabral

40 - Orquestra Uuniversal

41 - Orquestra Perfil

42 - Turma do Pinguim

43 - Banda Inove

44 - Telmo Santiago

Galo da Madrugada em São Paulo

O maior bloco carnavalesco de rua do mundo, de acordo com o Guiness Book - O livro dos recordes, o Galo da Madrugada irá desfilar pelas ruas de São Paulo no Carnaval 2020 no dia 25 de fevereiro, na Terça de Carnaval.

A estrutura que irá ser apresentada em São Paulo não será a mesma utilizada no Recife. Ou seja, o Galo Gigante permanecerá na Ponte Duarte Coelho todos os dias de Carnaval. A assessoria do bloco informou que a alegoria que viajará a São Paulou terá uma estrutura menor, de aproximadamente quatro metros. O bloco será levado pela produtora Oficina de Alegria, que promove desfiles de blocos de rua em São Paulo.

O hino do Galo da Madrugada

Conhecido por ser o maior bloco de Carnaval do mundo, o Clube de Máscaras O Galo da Madrugada nasceu em 4 de fevereiro de 1978, de uma ideia de amigos e familiares para resgatar o Carnaval de rua do Recife. Um ano após a fundação, a diretoria sentiu a necessidade de ter uma música. O site oficial do bloco afirma que o hino deveria transmitir ao folião a mensagem principal do Galo, “convocar a todos como num canto matinal, a participarem da folia que voltara às ruas do Recife”.

A missão de criar o Hino do Galo ficou nas mãos do professor José Mário Chaves, procurado pela diretoria do bloco, em 1979. Ele compôs a música, popularizada na voz de Alceu Valença.  Aprenda a cantar a letra para acompanhar o Galo no Carnaval 2020:

Ei pessoal, vem moçada
Carnaval começa no Galo da Madrugada (BIS)

A manhã já vem surgindo,
O sol clareia a cidade com seus raios de cristal
E o Galo da madrugada, já está na rua, saudando o Carnaval

Ei pessoal...

As donzelas estão dormindo
As flores recebendo o orvalho matinal
E o Galo da Madrugada
Já está na rua, saudando o Carnaval

Ei pessoal...

O Galo também é de briga, as esporas afiadas
E a crista é coral
E o Galo da Madrugada, já está na rua
Saudando o Carnaval

Ei pessoal...

Relembre o Galo da Madrugada gigante nos anos anteriores

2019

Em 2019, o Galo da Madrugada faz uma homenagem às mulheres: costureiras, cantoras, organizadoras, carnavalescas, passistas, e outras mulheres que de alguma forma o ajudaram a se consolidar como o maior bloco de Carnaval do mundo.

Chamada de “Galo Artesão”, a alegoria teve roupa confeccionada com 50% de tecidos reutilizados do Polo de Confecção de Pernambuco. A peça teve um visual inspirado no jeans e em elementos afro.

2018

A decoração do ano de 2018 fez uma homenagem ao frevo. De sombrinha em punho, o Galo esteve coberto com 700 penas de PVC, com direito a 15 inéditas estamparias e grafismos criados especialmente para a folia. A execução do Galo Gigante da Ponte, foi realizada pelo iluminador e cenógrafo Edson Lira, especializado em elementos decorativos tridimensionais e de grande porte. A cabeça e os foram esculpidos manualmente pelo artesão Mestre Tonho, famoso por suas figuras e bonecos em cenografias de Carnaval e presépios natalinos de cidades como Olinda. 

2017

Em 2017, um dos maiores símbolos do Carnaval de Recife e também de Pernambuco, o Galo da Madrugada foi grafitado. Quem assinou a alegoria foi o apresentador e artista plástico Flávio Barra. 

2016

No ano de 2016 o Galo contou com a assinatura do artista plástico Sávio Araújo e desfilou com diversas referências. A crista/coroa do Galo representou o Maracatu Nação Porto Rico, a lança simbolizou o Clube Misto Pão Duro, e os óculos representaram o Maestro Forró e o cantor Chico Science, que completaria 50 anos em 2016.

2015

Sob o tema “Asas da América, Asas para o Frevo”, em homenagem ao compositor caruaruense Carlos Fernando, a alegoria o Galo de 2020 surgiu diferente. Articulada, movimentando a cabeça e as asas, além de trajar uma roupa brilhante de lamê nas cores roxa, vermelha e dourada. O Galo de 2015 foi criado por Sávio Araújo.

2014

As principais obras do escritor Ariano Suassuna foram retratadas nos carros alegóricos e fantasias do desfile do Galo da Madrugada, que homenageou o dramaturgo em 2014. Foi o 37º desfile da agremiação, que teve como confeccionador o artista plástico Sávio Araújo.

2013

No ano de 2013, a escultura, assinada pelo artista plástico Sávio Araújo, foi batizada de Galo Maestro da Ponte e prestou condolências aos dois homenageados do Carnaval do Recife: Naná Vasconcelos, que foi  lembrado pela estampa africana do colete do galo, e Alcir Lacerda, com uma máquina fotográfica pendurada no pescoço.

2012

Em 2012, as peças do galo gigante vieram de Igarassu e foram idealizadas pelo artista plástico Sávio Araújo. O ano contou com uma novidade que poderia ser vista sobretudo à noite, com uma nova iluminação da escultura. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias