Violência

Tiroteio na Abdias de Carvalho em tentativa de assalto a ônibus leva pânico à população

Tiroteio começou quando um dos passageiros da linha Curado I (Conde da Boa Vista) reagiu a uma tentativa de assalto no ônibus

Heitor Nery
Heitor Nery
Publicado em 13/09/2016 às 18:24
Foto: GLEYDSON DAHER/comuniq
Tiroteio começou quando um dos passageiros da linha Curado I (Conde da Boa Vista) reagiu a uma tentativa de assalto no ônibus - Foto: GLEYDSON DAHER/comuniq
Leitura:

Atualizada às 20h34

Uma tentativa de assalto a ônibus na Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho, no Prado, Zona Oeste do Recife, terminou em tiroteio no final da tarde desta terça-feira (13) e deixou duas pessoas feridas, segundo informações repassadas pela Polícia Militar (PM).

>>> ASSALTOS: as mesmas linhas, locais, dias e horários

De acordo com o subcomandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Amaral Neto, dois homens e uma adolescente anunciaram um assalto aos usuários da linha Curado I (Conde da Boa Vista), quando um dos passageiros, que estava armado, reagiu.

"O assaltante que estava armado exigiu que o passageiro abaixasse a arma, ameaçando atirar no motorista e em um dos passageiros. Como o homem que estava armado não atendeu ao pedido, o assaltante atirou no pé de um idoso e uma troca de tiros foi iniciada", explicou o major Amaral. No tiroteio, o suspeito armado também foi atingido por um tiro no ombro.  

O idoso ferido foi socorrido e encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, e seu estado de saúde é estável, segundo a corporação. Os suspeitos da tentativa de assalto chegaram a fugir do local, mas o assaltante desarmado e a adolescente foram capturados pouco tempo depois.

Os apreendidos foram encaminhados para o Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para que a identidade de ambos fosse confirmada, uma vez que eles estavam sem documentação.  O passageiro que reagiu à tentativa de assalto não foi identificado e ainda não se apresentou à polícia.

MEDO PARA MOTORISTAS E PEDESTRES

Na hora da investida o trânsito era intenso na Abdias de Carvalho. A cena assutou bastante os motoristas e pedestres que estavam nas redondezas no momento do ocorrido.

"Eu lembro de muito pouco que aconteceu, pois fiquei muito nervoso, apenas fechei os olhos. Atualmente nós trabalhamos com muito medo, sobretudo na Abdias. É assalto o tempo inteiro, em qualquer horário, não nos sentimos seguros de jeito nenhum. Eu estou apavorado", afirmou o cobrador do coletivo, que preferiu não se identificar.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias