GRANDE RECIFE

Unidade da Funase em Abreu e Lima registra mais uma fuga

De acordo com a Funase, pelo menos 68 adolescentes teriam conseguido sair do Centro de Atendimento Socioeducativo

JC Online
JC Online
Publicado em 30/06/2017 às 9:26
Foto: JC Imagem
De acordo com a Funase, pelo menos 68 adolescentes teriam conseguido sair do Centro de Atendimento Socioeducativo - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

A assessoria de comunicação da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) confirmou uma fuga de socioeducandos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Abreu e Lima, no Grande Recife, por volta das 8h desta sexta-feira (30). De acordo com a assessoria de comunicação do órgão, um total de 68 adolescentes conseguiu sair da unidade. Até o momento, 63 adolescentes foram recapturados após buscas realizadas pelos policiais do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e o Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI).

Através de uma nota oficial, a Funase explicou que a fuga aconteceu depois que um grupo de adolescentes simulou uma briga e outro grupo empreendeu fuga. Por precaução, uma ambulância esteve no local, mas não houve registro de feridos nem de danos ao patrimônio. Por meio da Corregedoria da instituição, será aberta uma Sindicância que vai apurar as causas e responsabilidades do caso. 

A unidade tem capacidade para 98 menores e abrigava antes da fuga 167.

Confira a íntegra da nota

"Após trabalhos de buscas e recontagens realizados durante todo o dia, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) atualiza os números. Ao todo, 68 adolescentes conseguiram fugir do Case Abreu e Lima na manhã desta sexta-feira (30). Policiais do 17º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) estiveram no local e fazem buscas nas redondezas.

Até o momento, 63 adolescentes foram recapturados. Um grupo de adolescentes simulou uma briga e outro grupo empreendeu fuga. Por precaução, uma ambulância esteve no local, mas não houve registro de feridos nem de danos ao patrimônio. A Funase, por meio de sua Corregedoria, irá abrir uma Sindicância que vai apurar as causas e responsabilidades."

Fugas e tumultos em Abreu e Lima

No dia 5 de junho, dois internos morreram e 35 fugiram durante um tumulto no Case de Abreu e Lima. Os menores escaparam por um buraco feito no muro da unidade, nas proximidades de uma guarita de segurança, por volta de 1h.

No mês de maio, no dia 11, a assessoria de comunicação da Funase confirmou uma rebelião no Case de Abreu e Lima. Do lado de fora da unidade podia ser vista uma grande quantidade de fumaça. Sete socioeducandos teriam ficado feridos.

Em abril, um princípio de tumulto foi registrado na mesma unidade, mas os ânimos foram controlados com a chegada dos Policiais da Rádio Patrulha e do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati). Ao todo, seis adolescentes tiveram escoriações leves.

Vitória de Santo Antão

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) registrou, nessa quinta-feira (29), uma briga entre os socioeducandos após comemorações juninas no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Pacas, distrito de Vitória de Santo Antão, Zona da Mata Sul de Pernambuco. Nove internos aproveitaram o tumulto para fugir da unidade. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, quatro internos foram recapturados horas após a fuga.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias