Incêndio

Motorista de caminhão-tanque morre carbonizado após colisão na BR 232

O caminhão colidiu lateralmente com um carro e pegou fogo. Além do motorista, outra pessoa morreu carbonizada

Jennifer Thalis
Jennifer Thalis
Publicado em 24/07/2018 às 19:50
Foto: Divulgação/PRF
O caminhão colidiu lateralmente com um carro e pegou fogo. Além do motorista, outra pessoa morreu carbonizada - FOTO: Foto: Divulgação/PRF
Leitura:

*Atualizado às 8h23

O motorista de um caminhão-tanque morreu carbonizado após o veículo colidir lateralmente com um carro e pegar fogo na noite desta terça-feira (24), no quilômetro 67 da BR-232, em Gravatá, Agreste de Pernambuco. A batida foi próxima à entrada do túnel Cascavel, no sentido capital-interior do Estado, na Serra das Russas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), além do condutor do caminhão, Edmilson Luiz Aquino, de 43 anos, outro corpo foi encontrado carbonizado entre o carro e o caminhão. No acidente, três pessoas ficaram feridas. 

A PRF informou que o caminhão, que estava carregado de combustível, ficou em chamas. Durante o incêndio, houve cinco explosões. O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar o incêndio que tomou conta do caminhão-tanque. Segundo a PRF, após o acidente, uma motocicleta também teria colidido contra os veículos. O condutor e o passageira ficaram feridos e foram atendidos. Outro ferido, que estava provavelmente no carro, foi levado para o Hospital de Gravatá. 

Vítimas

Alan, que pilotava a moto, chegou a ser levado para o hospital de Gravatá, mas devido à gravidade dos ferimentos, foi transferido para o hospital da Restauração, no bairro do Derby, no Centro do Recife. A mulher que estava com ele na moto, Joelma, foi levada para o Hospital de Gravatá. Ariston, que teria tentado ajudar as vítimas e teve queimaduras no corpo, foi levado para o Hospital Getúlio Vargas, na Zona Oeste do Recife.

Faixa liberada

O caminhão tombado, e em chamas, assim como os demais veículos envolvidos acabaram bloqueando a via no sentido interior, mas a PRF liberou a pista por volta das 20h.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias