ABANDONO DE INCAPAZ

Mãe que abandonou bebê em Casa Amarela fez parto sozinha

Em depoimento, a mãe da menina disse ter feito o parto sozinha, ''usando vídeos no YouTube'' como guia

Fillipe Vilar
Fillipe Vilar
Publicado em 26/10/2018 às 14:18
Foto: Guga Matos / JC Imagem
Em depoimento, a mãe da menina disse ter feito o parto sozinha, ''usando vídeos no YouTube'' como guia - FOTO: Foto: Guga Matos / JC Imagem
Leitura:

A delegada Lídia Barci, titular da Delegacia de Casa Amarela, deu detalhes, na manhã desta sexta-feira (26), sobre o caso da mãe que abandonou um bebê de dois meses nas proximidades da Rua Padre Lemos, em Casa Amarela, Zona Norte do Recife. A jovem relatou à polícia que havia feito o parto sozinha em casa, usando tutoriais no YouTube. De acordo com a delegada, a jovem de 21 anos, cuja identidade não foi divulgada, procurou o Conselho Tutelar após ver a repercussão do fato na imprensa.

“O conselheiro tutelar fez uma ligação para a polícia assim que a suspeita o procurou”, afirmou Barci. Segundo a delegada, “ela explicou que abandonou a filha porque não teria condições financeiras de criá-la”.

A mulher contou à polícia que fez o parto sozinha pois havia escondido a gravidez: “a mãe não queria ser questionada quando fosse dar a criança”. Ela é mãe de mais três crianças. Uma delas, uma menina de 2 anos, foi dada para adoção seguindo todos os trâmites legais.

Segundo Barci, a mãe explicou que a intenção inicial seria levar a bebê para o Conselho Tutelar na terça-feira (23), para também começar um processo correto para adoção. “Porém, como já havia dado outra menina, ela afirmou que teve receio de que o Conselho tirasse a guarda dos outros dois filhos que ela cria”, explicou a delegada.

Segundo depoimento à polícia, a mulher saiu de casa afirmando à avó da menina que iria para o Conselho Tutelar, mas acabou deixando a bebê na rua.

Abrigo

“Ela não demonstrou interesse em ficar com a criança, então a bebê vai ficar no Lar do Neném durante 30 dias. Se nenhum parente aparecer, ela fica disponível para adoção”, afirmou a delegada. A avó e uma tia-avó da menina chegaram a ir à Delegacia de Casa Amarela querendo ver a criança, mas não teriam manifestado vontade de resgatá-la, segundo a polícia. 

Mãe fez parto sozinha

A jovem afirmou à delegada que havia realizado o próprio parto, “usando vídeos no YouTube” como guia. “Ela contou todo o procedimento à polícia, inclusive como havia cortado o cordão umbilical com uma tesoura”, afirmou Barci. A criança não tem registro de nascimento.

A delegada afirmou que vai avaliar se haverá necessidade de pedido de prisão preventiva para a mãe da criança. A jovem poderá responder pelo crime de abandono de incapaz, podendo pegar uma pena de seis meses a três anos de reclusão. “Por conta do grau de parentesco próximo, a pena pode ser aumentada em um terço”, concluiu Lídia Barci. O caso segue para juiz da Vara da Infância e da Juventude.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias