'Vigilância'

Operação mira grupo responsável por tráfico de drogas e homicídios em Moreno

A ação policial contou com a atuação de 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 08/05/2019 às 7:54
Notícia
Foto: Divulgação/PCPE
A ação policial contou com a atuação de 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães - FOTO: Foto: Divulgação/PCPE
Leitura:

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (10) a 36ª Operação de Repressão Qualificada de 2019. Denominada "Vigilância", a ação, ligada à Diretoria Integrada Especializada (Diresp), conta com a atuação de 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães.

As investigações que deram início à "Vigilância" começaram em maio de 2018 com o objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por tráfico de drogas e homicídios na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Durante a operação, são cumpridos cinco mandados de prisão e sete de busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo juiz da Comarca de Moreno, na RMR.

Investigações

Segundo o delegado Cláudio Castro, responsável pelas investigações, o líder do grupo comandava as ações da organização mesmo preso. “O líder estava preso e, mesmo recluso, ele continuava a dar ordens para o tráfico e homicídios”, afirmou o delegado, que disse ainda que há a possibilidade de o grupo ter braços fora do município de Moreno.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias