JABOATÃO

Homem é preso após tentar matar vizinha idosa com machadinha

Após atingir a idosa com os golpes de machadinha, o homem fugiu por acreditar que ela estivesse morta, porém a mulher conseguiu sobreviver

JC Online
JC Online
Publicado em 07/10/2019 às 11:04
Notícia
Foto: Pixabay
Após atingir a idosa com os golpes de machadinha, o homem fugiu por acreditar que ela estivesse morta, porém a mulher conseguiu sobreviver - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Um ex-militar foi preso suspeito de agredir e tentar matar uma idosa no bairro de Socorro, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR) no dia 10 de setembro. O suspeito foi preso em 2 de outubro, mas os detalhes da sua prisão só foram divulgados nesta segunda-feira (7).

Segundo a Polícia Civil, Jonas Araújo de Melo tentou matar sua vizinha, uma idosa de 61 anos, por asfixia dentro da própria casa dela. Para se defender, a mulher mordeu os dedos do homem que a agrediu com uma machadinha na cabeça. Após isso, Jonas teria deixado a residência da vítima, por pensar que ela estivesse morta.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima só foi socorrida três dias após as agressões, quando familiares estranharam o seu sumiço e foram até sua para saber o que havia acontecido. Os policiais explicaram que a mulher não conseguiu pedir ajuda antes disso por conta dos ferimentos.

Inicialmente, o crime havia sido registrado como tentativa de latrocínio, roubo seguido de morte, porque o suspeito teria levado alguns objetos da casa da vítima, mas durante as investigações, a vítima contou aos policiais sobre o histórico de desentendimentos entre ela e o suspeito, que já a teria ameaçado anteriormente.

Falso sequestro

Para tentar fugir da polícia, Jonas Araújo teria forjado seu sequestro, alegando que traficantes do bairro teriam capturado ele por conta da presença da polícia na região, o que teria enfraquecido o tráfico na área.

Por isso, Jonas entrou em contato com familiares por uma rede social e disse que os supostos sequestrados estariam cobrando R$ 30 mil para libertá-lo e se a quantia não fosse paga, toda sua família morreria.

Segundo a polícia, Jonas avisou a uma tia que seria levado a sua casa para buscar o resgate. A tia do suspeito comunicou o fato aos policiais, que realizaram uma campana no local por diversas horas até o suspeito surgir na garupa de uma motocicleta. Momento em que foi preso.

Crimes

Após ser detido, Jonas confessou a tentativa de homicídio e admitiu que o sequestro era falso. Além do crime contra a idosa, o homem será indiciado também pelo crime de extorsão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias