INCÊNDIOS

Polícia diz não ter encontrado ligação entre incêndios de ônibus no Grande Recife

Até o momento, três pessoas foram presas

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 03/12/2019 às 12:48
Notícia
Foto: Artur Borba/JC Imagem
Até o momento, três pessoas foram presas - FOTO: Foto: Artur Borba/JC Imagem
Leitura:

A Polícia Civil detalhou, na manhã desta terça-feira (3), a prisão de 13 pessoas suspeitas de estarem envolvidas com os incêndios a ônibus no Grande Recife, na semana passada. Segundo o delegado Adyr Martens, os casos não têm relação entre si. 

Prisões

Durante os incêndios, três pessoas foram presas. Um delas em um hospital após ser ferido durante o incêndio, mas ele não quer afirmar a motivação do crime. “A polícia prendeu também uma outra pessoa em Jaboatão dos Guararapes, por outra equipe que não é a minha, mas a gente acredita que com essas prisões e o aprofundamento das investigações chegará tanto aos executores quanto a motivação em breve”, disse. 

O tenente-coronel Marcos Ramalho, da unidade de Paulista, informou que recebeu informações sobre uma suposta ação no último sábado (30). Na ocasião, foram presos dois homens e duas mulheres. Eles também foram autuados por tráfico de drogas.
"Constatamos quatro indivíduos adultos, sendo dois homens e duas mulheres. Eles estavam na residencia e lá foram encontradas 90 pedras de crack dinheiro e garradas em produto inflamável de tinner, que também se alinhava com as informações passadas pelos colaboradores. Todos receberam voz de prisão e foram encaminhados para a delegacia de Olinda. eles não prestaram mais informações", afirmou o tenente.

No domingo (1),mais cinco pessoas foram presas. Também a partir de informações de colaboradores, policiais se infiltraram em uma comunidade nas imediações da PE-22 e conseguiram desarticular uma possível queimada, segundo Marcos Ramalho. "Eles começaram a se reunir, entraram em um carro e seguiram para a PE-22. O serviço de inteligência estava monitorando eles e as guarnições ostensivas da PM os abordaram e foi encontrado no interior do veículo 105 litros de gasolina. Quando questionados, os cinco presos informaram que esse combustível serviria para abastecer um trio elétrico e pelo que consta, trio elétrico não se abastece com gasolina.  Não é comum. Então, reforçou mais ainda as nossas suspeitas. Todos foram conduzidos à delegacia de Paulista e autuados em flagrante", afirmou.

Ainda no domingo, um indivíduo se apresentou na delegacia. O mesmo alegou que havia patrocinado a compra do combustível para abastecer o trio e ele também foi autuado em flagrante. 

Relembre os casos

Na semana passada, em um mesmo dia, dois ônibus da empresa Itamaracá foram incendiados, nas cidades de Paulista e Olinda, na Região Metropolitana do Recife. No primeiro caso, dois homens utilizaram bombas de fabricação caseira para atear fogo ao ônibus que fazia a linha 1958-Costa Azul/TI Pelópidas. 

Na segunda ocorrência, na PE-15, em Olinda, o ônibus atingido levava mais ou menos 20 pessoas, incluindo motorista, cobrador e passageiro e fazia a linha 1967-TI Igarassu (Dantas Barreto).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias