TRANSPORTE

Passageiros relatam que incêndios em ônibus no Grande Recife foram criminosos

Nesta segunda-feira (25), dois ônibus da empresa Itamaracá foram alvo de incêndios em Paulista e Olinda

JC Online
JC Online
Publicado em 26/11/2019 às 0:36
Notícia
Foto: Artur Borba/JC Imagem
FOTO: Foto: Artur Borba/JC Imagem
Leitura:

Em um mesmo dia, dois ônibus da Itamaracá foram alvo de incêndios, nas cidades de Paulista e Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Por causa da insegurança, o Consórcio Conorte, que engloba também as empresas Cidade Alta e Rodotur, decidiu, por volta das 21h desta segunda-feira (25), recolher a frota que estava nas ruas. À TV Jornal, passageiros relataram que os incêndios foram criminosos.

O primeiro caso, na madrugada desta segunda-feira (25), ocorreu na PE-22, Paulista. Dois homens utilizaram bombas de fabricação caseira para atear fogo ao ônibus que fazia a linha 1958-Costa Azul/TI Pelópidas, por volta da meia-noite.

O coletivo seguia em direção ao Terminal Integrado (T.I.) Pelópidas Silveira. De acordo com testemunhas que estavam dentro do ônibus, dois homens mandaram os passageiros descerem e iniciaram o incêndio em seguida. As chamas e o barulho das explosões assustaram os moradores da área. Segundo a polícia, os suspeitos do crime teriam utilizado coquetel molotov.  O Corpo de Bombeiros utilizou cerca de cinco mil litros de água e espuma para conter as chamas. O trabalho durou aproximadamente uma hora e meia.

Na segunda ocorrência, na PE-15, em Olinda, o ônibus atingido levava mais ou menos 20 pessoas, incluindo motorista, cobrador e passageiro e fazia a linha 1967-TI Igarassu (Dantas Barreto). De acordo com informações da TV Jornal, pouco depois da Estação de BRT Tabajara, na Cidade Tabajara, um homem armado subiu no veículo e ordenou que as portas fossem abertas e todos saíssem. Em seguida, aproximadamente quatro homens atearam fogo no coletivo. Ninguém ficou ferido, mas, na correria, alguns passageiros acabaram perdendo objetos. O Corpo de Bombeiros foi acionado às 20h50 e finalizou a ocorrências por volta das 21h40. O condutor e o cobrador prestaram depoimento na delegacia de Paulista.

Foto: Artur Borba/JC Imagem
Por volta das 21h50 desta segunda-feira (25), o fogo já havia sido controlado - Foto: Artur Borba/JC Imagem
Foto: Artur Borba/JC Imagem
O fogo destruiu o ônibus - Foto: Artur Borba/JC Imagem
Foto: Artur Borba/JC Imagem
Uma viatura do Corpo de Bombeiros foi enviada ao local - Foto: Artur Borba/JC Imagem
Foto: Artur Borba/JC Imagem
Os bombeiros foram acionados às 20h47 desta segunda-feira (25) - Foto: Artur Borba/JC Imagem

Transtornos para passageiros

A diminuição no número de ônibus nas ruas resultou em paradas lotadas. “Saí da faculdade às 21h20, no Centro do Recife, e já não tinha mais ônibus. Fiquei mais de 40 minutos e não passou nenhum para a área de Paulista. Decidi dividir um Uber com outras pessoas e, no caminho, vi parada abarrotada e três ônibus parados em fila nas proximidades da Estação de BRT Tacaruna”, relatou o estudante Julio Cirne, 28 anos.

Nas redes sociais, um vídeo mostra um rodoviário utilizando um extintor para apagar um incêndio em um ônibus da empresa Vera Cruz. No TI de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, a informação recebida por passageiros, incluindo um repórter da Rádio Jornal, era de que tinham tentado incendiar um ônibus da empresa na Lagoa Encantada, no Ibura, Zona Sul do Recife, e, por causa disso, a circulação seria suspensa. “Chegamos às 22h e ficamos sem transporte, sem condições de ir para casa, no maior sufoco. Um fiscal deu essa notícia para nós”, disse a aposentada Severina Leite, 62 anos, que precisava ir para o bairro de Marcos Freire, em Jaboatão.

Até o fim da noite, o Grande Recife Consórcio de Transporte e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) não tinham se posicionado sobre as ocorrências.

Últimas notícias