MOSQUITO

Prefeitura do Recife divulga balanço de ações contra o mosquito Aedes aegypti

Policlínica Lessa de Andrade deve atuar como centro de referência. Drones também estão sendo testados.

Da editoria de Cidades
Da editoria de Cidades
Publicado em 29/12/2015 às 11:50
Foto: Amanda Duarte/Jornal do Commercio
Policlínica Lessa de Andrade deve atuar como centro de referência. Drones também estão sendo testados. - FOTO: Foto: Amanda Duarte/Jornal do Commercio
Leitura:

A prefeitura do Recife divulgou nesta terça-feira (29) o balanço das ações do Plano Emergencial de Enfrentamento ao Aedes aegypti, lançado no início de dezembro.  No campo da saúde, entrará em funcionamento a partir da próxima segunda-feira o centro de referência na Policlínica Lessa de Andrade, na Zona Oeste do Recife, para atender crianças diagnosticadas com microcefalia. A prefeitura também está testando drones para aplicação de larvicida em locais de difícil acesso.

O objetivo do centro de referência é estimular precocemente crianças diagnosticadas com mcirocefalia, além de acumular experiência para a capacitação de profissionais. "Nós vamos ter que aprender junto com essas crianças e analisar quais são os desafios de saúde que elas vão apresentar", contou o secretário de Saúde da capital, Jailson Correia. Ele classificou o balanço como positivo. "A resposta da população têm sido excelente, as pessoas estão atendendo ao chamado".

Ao total, foram 54 ações desenvolvidas por 19 secretarias e órgãos municipais, sendo 44 gerais e 10 específicas de saúde. O objetivo é sensibilizar e conscientizar a população para o combate direto aos focos do Aedes aegypti, além de dar assistência de saúde para as gestantes de bebês com suspeita de microcefalia. 

O contingente de pessoas envolvidas chega a 8 mil servidores, sob a coordenação da Secretaria de Saúde.  De acordo com o Prefeito do Recife, Geraldo Júlio, o enfrentamento do Aedes aegypti este ano é diferente dos anteriores pelo grau de intensidade. "O mosquito agora não é só da Dengue, ele transmite outras doenças e deve ser eliminado", ressaltou.

NÚMEROS -  3.922 servidores foram capacitados para a luta contra o Aedes aegypti. Em 2015, 1.872.497 locais foram visitados por agentes de saúde em todos os 94 bairros do Recife. Dessas, 210.820 visitas foram feitas a partir de novembro, data de intensificação da campanha.

Ao total, foram 14 mutirões nos finais de semana e 58 pontos críticos removidos durante essas ações. Além disso, as palestras de saúde somaram 7.850, com 46.760 pessoas alcançadas. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias