ALERTA

Dengue: aumento de 157,8% de notificações em relação a 2018

Duas mortes causadas por arboviroses foram confirmadas até o momento

JC Online
JC Online
Publicado em 11/09/2019 às 12:57
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Duas mortes causadas por arboviroses foram confirmadas até o momento - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O boletim divulgado nesta quarta-feira (11) pela Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco registra um aumento de 157,8% nas notificações de dengue quando comparamos com 2018. Até o dia 7 de setembro deste ano, foram 48.564 casos notificados, com 13.577 confirmados e 15.505 já descartados. No ano passado, foram 18.839 casos suspeitos. 184 municípios mais a ilha de Fernando de Noronha registram quadros suspeitos da arbovirose.

Com relação à chikungunya, foram 6.492 casos notificados, com 422 confirmações e 3.909 casos descartados. Em relação a 2018, o aumento é de 134% - foram 2.774 quadros suspeitos no ano passado. 141 municípios registraram notificações da doença.

Já no que diz respeito à zika foram 3.002 notificações, 91 casos confirmados e 1.835 quadros descartados. O aumento em relação a 2018 foi 172,7% - foram 1.101 casos notificados no ano passado. As notificações foram feitas em 114 municípios.

No estado de Pernambuco, 92 casos de óbitos foram notificados, desse total, dois foram confirmados. A SES, contudo, ressalta que "o diagnóstico laboratorial positivo dos óbitos, para qualquer uma das arboviroses, não necessariamente confirma esta arbovirose como causa do óbito. Esta avaliação, para descarte ou confirmação,  depende de minuciosa investigação domiciliar e hospitalar do óbito e da discussão de cada caso no Comitê Estadual de Discussão de Óbitos por Dengue e outras Arboviroses." 

ÁREAS DE RISCO

O relatório alerta para 62 municípios em situação de risco de surto; 98 em situação de alerta e 24 em situação satisfatória.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias