BALANÇO

Sobe para 75 o número de casos confirmados de sarampo em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou o balanço nesta quarta-feira (6)

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 06/11/2019 às 15:03
Notícia
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou o balanço nesta quarta-feira (6) - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O número de casos confirmados de sarampo subiu para 75 em Pernambuco, segundo divulgou a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta quarta-feira (6). Ainda de acordo com a secretaria, até o dia 26 de outubro, foram notificados 989 casos suspeitos da doença, sendo 386 descartados e 528 ainda estão em investigação. Os municípios com casos de sarampo confirmados são: Taquaritinga do Norte (28), Santa Cruz do Capibaribe (11), Vertentes (11), Toritama (8), Caruaru (8), Recife (5), Jaboatão dos Guararapes (1), Frei Miguelinho (1) e Bezerros (1). 

A SES informou que, até o momento, foram aplicadas nessa população 108,3 mil doses da tríplice viral - que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola. Dessa forma, o Estado ocupa o 5º lugar no ranking do Brasil, atrás apenas de  Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Alagoas e Espírito Santo.

Segunda fase da campanha de vacinação

Entre os dias 18 e 30 de novembro terá início a segunda fase da campanha nacional de vacinação contra o sarampo. O público-alvo serão os adultos jovens com idade entre 20 e 29 anos, devido ao expressivo número de casos confirmados nessa faixa etária.

Primeira fase

A primeira fase da campanha de vacinação contra o sarampo voltada para crianças e 6 meses a 4 anos teve fim no dia 25 de outubro. Foram aplicadas, durante o período da ação, mais de 100 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba.

Com o fim da primeira fase da campanha, a vacina tríplice viral volta à rotina nos postos de saúde. Ao completar 1 ano, a criança deve tomar a primeira dose e, três meses depois, a segunda - ou seja, as crianças a partir dos 6 meses de idade precisam tomas 3 doses do imunizante.

A partir dos 2 anos, caso o menino ou menina ainda não tenha começado o esquema vacinal, duas doses devem ser feitas com um intervalo de um mês entre elas. Além disso, indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade, devem tomar 2 doses de tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Já as pessoas entre 30 e 49 anos de idade ainda não vacinadas devem tomar 1 dose da vacina. Os profissionais de saúde precisam de 2 doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas, independente da idade.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias