debate

Cinema da Fundação anuncia punição para Lírio Ferreira e Cláudio Assis

Os dois cineastas e suas respectivas produções estão impedidos de participar de qualquer programação nos espaços culturais da Fundação Joaquim Nabuco no Recife

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 31/08/2015 às 11:34
Foto: Rogerio Resende/R2Foto
Os dois cineastas e suas respectivas produções estão impedidos de participar de qualquer programação nos espaços culturais da Fundação Joaquim Nabuco no Recife - FOTO: Foto: Rogerio Resende/R2Foto
Leitura:

Depois da polêmica no debate envolvendo a diretora Anna Muylaert, do recém-lançado Que Horas Ela Volta?, e os cineastas Lírio Ferreira e Cláudio Assis, no último sábado (29), no Cinema do Museu, a Fundação Joaquim Nabuco anunciou em nota que os dois pernambucanos serão punidos. Durante um ano, eles estarão banidos de compor qualquer programação nos espaços culturais da Fundaj, incluindo as duas salas (os cinemas da Fundação e do Museu) que a instituição mantém no Recife.

No sábado, Anna chegou ao evento acompanhada dos colegas de profissão, mas, ao longo da conversa sobre o filme, foi várias vezes impedida de falar por Cláudio e Lírio, que, segundo relatos em redes sociais de pessoas que estiveram presentes, chamaram Regina Casé de “gorda”, fizeram ofensas homofóbicas ao maquiador do longa e ironizaram perguntas do público. 

No domingo, no perfil no Facebook do cinema, os organizadores já haviam comentado o episódio. "O Cinema da Fundação Joaquim Nabuco pede desculpas aos frequentadores incomodados no debate ocorrido na noite de sábado 29.08. A situação desagradável e o constrangimento causados servirão de exemplo para novas medidas a serem tomadas pela Fundaj, instituição que não corrobora nenhuma expressão de preconceito. Ao contrário, vem trabalhando há mais de seis décadas para tornar a sociedade melhor", anunciaram.

Leia o comunicado da curadoria das salas da Fundação Joaquim Nabuco no Recife:

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) informa que, diante do comportamento lamentável dos cineastas Cláudio Assis e Lírio Ferreira no Cinema do Museu, no último sábado (29), não permitirá qualquer evento envolvendo os dois realizadores, e suas respectivas produções, em qualquer espaço da Fundaj. A punição tem validade por um ano.

Em respeito ao público e prezando pela promoção da Educação e da Cultura, de forma democrática, a Fundaj reafirma seu compromisso com a qualidade e o respeito aos seus diversos públicos.

Últimas notícias