Rafael Cardoso: um talento dentro e fora das telas

Ator gaúcho veio ao Recife promover a Festa Sopa, organizada pelo colega de trabalho (e pernambucano) Armando Babaioff, no Carnaval do Recife

Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Ator gaúcho veio ao Recife promover a Festa Sopa, organizada pelo colega de trabalho (e pernambucano) Armando Babaioff, no Carnaval do Recife - FOTO: Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

Gaúcho de nascimento, o ator Rafael Cardoso, 34 anos, deu um tempo em sua atribulada agenda para desembarcar no Recife. Entre os compromissos na cidade, uma visita aos estúdios da TV JC, no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, para participar do Ponto de Entrevista. Na conversa, ele falou sobre sua carreira e de sua admiração pela capital pernambucana.

“Através do meu amigo Ivan Neves, conheci o Recife e várias outras pessoas daqui. Acabei vindo para cá e me apaixonei. Acho esta cidade muito parecida com o Sul nesse sentido de gostar da terra, de seu movimento cultural, de lembrar de suas histórias. (...) Fora as belezas naturais daqui, em Porto de Galinhas, na Praia de Carneiros, aqui no Recife mesmo... São tantos lugares lindos que eu me sinto em casa. Acabo vindo mais para cá do que Porto Alegre”, comentou o ator da TV Globo, que vem à Pernambuco há, pelo menos, dez anos.

Nessas idas e vindas, Rafael Cardoso sempre vinha a Recife no período do Carnaval. E essa proximidade com a folia de momo fez ele apostar em produzir uma festa na cidade este ano junto com o também ator Armando Babaioff, que é pernambucano. O resultado será uma edição da Festa Sopa, que será levada ao Camarote Parador na segunda-feira de Carnaval – 24 de fevereiro – trazendo shows de Iza, Duda Beat e Alinne Rosa para o Bairro do Recife.

“A Festa Sopa começou há sete anos lá no Rio de Janeiro com o Armando Babaioff numa festa para 50 pessoas em uma laje do (Morro do) Vidigal. Ele estava cansado das festas que ocorriam por lá, sempre com as mesmas pessoas, mesma música e o mesmo público. O nome da festa é uma homenagem ao (Wilson) Simonal, que canta: ‘Não vem de garfo, que hoje é dia de sopa’. (...) Nós juntamos as músicas que gostamos, com a estética de balada, numa festa para dançar”, antecipa Rafael. Os ingressos já estão a venda por R$ 200 (open bar) no site Bilheteria Digital.

O que faz Rafael Cardoso apostar em produzir uma festa é o seu feeling de empreendedor, já que ele começou a trabalhar cedo. “Vim de uma família humilde e tive que trabalhar desde os treze anos. Quando comecei a receber um dinheiro, passei a fazer alguns investimentos. (...) Eu tinha um blog de gastronomia funcional e comecei a cozinhar, testar receitas, comprar livros, e criei um amor pela cozinha. Abri três restaurantes, comprei uma fazenda para plantar os orgânicos e abri uma loja de sucos prensados. Tudo isso investindo em uma alimentação boa, afetiva e com saúde”, enumera.

O ATOR

Antes da fama, Rafael Cardoso foi jogador de futebol no Grêmio. Mas quando descobriu a atuação pelo teatro, e por conseguinte na TV, após fazer comerciais, largou o campo e nunca mais parou: “Eu acho que a televisão é uma grande escola, porque fazemos um filme por dia. Num roteiro de um longa-metragem, você tem um começo, meio e fim. Em uma novela, você tem um personagem mudando a todo momento. Você faz cenas e mais cenas, e às vezes, elas chegam em cima da hora. Isso é um grande treino e é maravilhoso o que criamos lá dentro. Nós passamos mais tempo nos estúdios do que com a família, mas para quem sabe aproveitar, nos tornamos uma grande família”.

Com mais de 10 anos de carreira na TV Globo, no próximo dia 27 de janeiro, Rafael será visto na próxima novela das sete, Salve-se Quem Puder. Na trama, escrita por Daniel Ortiz, ele interpretará Renzo. “Ele é um playboy, um bom vivant. Foi criado pela tia milionária (interpretada por Guilhermina Guinle), junto com lanchas, carros, viagens, mulheres, boa comida, boa bebida, até que ele começa a entrar nos negócios da tia. E no meio de um furacão no México, ele conhece a Alexia, personagem da Deborah Secco, e vive uma história maluca com ela”, entrega.

Nos cinemas, Rafael Cardoso também poderá ser visto em breve nos filmes Detetives do Prédio Azul 3, como o Comandante Téo, e Nada é Por Acaso, um longa baseado no best-seller de Zybia Gasparetto.

VEJA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias