Álbum

Sandy está bem acompanhada e segura em 'Nós Voz Eles'

Cantora acerta ao apostar em parcerias e em novo formato de lançamento do trabalho inédito

Robson
Robson
Publicado em 25/11/2018 às 5:00
Foto: Universal Music/Divulgação
Cantora acerta ao apostar em parcerias e em novo formato de lançamento do trabalho inédito - FOTO: Foto: Universal Music/Divulgação
Leitura:

Depois de três meses e oito episódios de uma websérie que se desdobraram em videoclipes, singles e milhões de visualizações, a cantora Sandy lançou oficialmente na última sexta-feira (23) o seu terceiro trabalho de estúdio, intitulado Nós Voz Eles (Universal Music, 2018). O projeto multimídia desenvolvido em cima de parcerias musicais com outros artistas trouxe a artista de 35 anos para uma nova forma de divulgar o seu trabalho, e o saldo tem sido positivo para ela até então.

Sob um esquema quinzenal, Sandy iniciou o seu novo trabalho na penúltima semana de agosto. Primeiro, lançava um episódio da websérie – dirigida por Douglas Aguillar – que mostrava os bastidores da gravação com o artista convidado. Três dias depois, apresentava o “produto final” em formato de single e videoclipe nas plataformas digitais. Na primeira semana em especial, a cantora lançou duas canções: No Escuro, em parceria com Maria Gadú, e Areia, um dueto com o seu marido, o músico Lucas Lima.

A primeira canção divulgada, escrita por Sandy e Lucas, já chamou a atenção pelo arranjo musical que ganhou toques de jazz e uma letra levemente provocante. Mas foi a romântica Areia – composta pelo casal mais Mike Tulio, Ana Caetano e Guto Oliveira – que agradou o público de cara. A sintonia que os pais do pequeno Theo, de 4 anos, já demonstravam fora dos palcos, foi eternizada nesta canção, que sozinha já acumula mais de 8 milhões de visualizações.

O terceiro single do projeto teve como convidado o músico Mateus Asato, guitarrista brasileiro da cantora pop inglesa Jessie J. O resultado foi a forte Grito Mudo. O bonito solo de voz e guitarra destacou, obviamente, a interpretação de Sandy, mas os acordes do instrumento elétrico não passam despercebidos, se tornando uma das canções mais bem acabadas do disco.

A dupla Anavitória foi a quarta convidada de Nós Voz Eles. A faixa Pra Me Refazer conquista pela simplicidade e delicadeza, tanto da letra – escrita por Sandy, Lucas, Ana Caetano, Vitória Falcão e Deco Martins – quanto da interpretação das jovens cantoras. Não à toa, é a recordista no canal de Sandy no YouTube com pouco mais de 10 milhões de views.

Enquanto os primeiros convidados anunciados pareciam óbvios com a atual sonoridade de Sandy, o primeiro choque vem com a presença de Thiaguinho em Um Dia Bom, Um Dia Besta. Ainda que a cantora tenha anunciado que queria unir estilos musicais para o seu álbum, o pagode (felizmente) passou longe da canção romântica escrita por ela, Lucas e Juninho Bill – ex-vocalista do Trem da Alegria. E embora não figure entre as melhores canções do projeto, não se consegue pensar em outra pessoa para interpretar a mesma devido à boa harmonia vocal dos artistas.

Talvez a mistura boa de universos se mostre mais clara em Eu Pra Você, onde Sandy contou com a participação da banda Melim. A música composta por ela e Lucas poderia ser facilmente confundida como um single da Melim e vice-versa. Os melismas vocais do trio de irmãos cariocas casou bem com os agudos afinados e impecáveis da anfitriã.

FAMÍLIA E EMPODERAMENTO

O lado familiar já exposto na participação do marido Lucas Lima – seja nas composições, cantando em uma faixa e assinando a produção musical de todo o álbum – fala mais forte com a presença de Xororó, pai de Sandy, como o penúltimo convidado do projeto. A música escolhida foi uma grata surpresa para o patriarca e até mesmo para o público da cantora: Meu Disfarce é uma regravação de um sucesso da dupla Chitãozinho & Xororó de 1987, quando Sandy tinha apenas 4 anos. Ainda assim, o novo arranjo tirou toda a pieguice da música original, sendo necessário destacar o trabalho de Lucas mais uma vez, principalmente pelos solos de violino fortes e delicados ao mesmo tempo.

O encerramento do projeto veio nesta última semana com a participação da cantora Iza em Eu Só Preciso Ser. A música, composta por Sandy e Lucas, tem uma letra mais despojada e levemente empoderada, algo que remete a um desabafo que a cantora musicou, ainda na época da dupla com o irmão Junior, na faixa Discutível Perfeição, em 2006. Um dos trechos mais chamativos diz: “Eu não preciso abrir a perna/ Pra te mostrar que eu valho a pena”. Ao lançar este dueto no Fantástico do último domingo (18), Sandy comentou que a canção tem um arranjo estilo “pop soul folk blues”.

Pegando carona na letra deste último single do projeto, com quase 30 anos de carreira, Sandy não precisa mais de “atenção” e “aprovação” para provar que pode se reinventar musicalmente, ainda que tenha feito isso neste novo trabalho ao tentar se inserir neste novo mercado musical de singles e videoclipes. Nós Voz Eles ousa em alguns momentos, mas soa coerente com o som que ela se propôs a fazer desde 2010, quando saiu em carreira solo. As parcerias que abrilhantam o álbum foram bem pensadas e só corroboram o fato de que este disco, enfim, “conjuga” bem em todas as pessoas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias