Mercado indeciso

Petróleo termina em alta, a US$ 57,12 em NY

''O PIB americano trouxe suporte ao mercado'' disse John Kilduff, da Again Capital

Geise Araújo
Geise Araújo
Publicado em 23/12/2014 às 19:32
Marcos Santos/USP Imagens
''O PIB americano trouxe suporte ao mercado'' disse John Kilduff, da Again Capital - Marcos Santos/USP Imagens
Leitura:

As cotações do petróleo subiram nesta terça-feira, em Nova York, em um mercado indeciso que aproveitou os bons números do PIB nos EUA para subir.

O preço do barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em fevereiro ganhou US$ 1,86 no New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 57,12.

O barril de Brent do mar do Norte para entrega em fevereiro terminou em US$ 61,69 no Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, com uma alta de US$ 1,58 em relação ao fechamento de segunda-feira.

"O PIB americano trouxe suporte ao mercado", já que deixa antever uma alta da demanda, destacou John Kilduff, da Again Capital. "Mas a alta se deve, sobretudo, a investidores que apostam em um rebote técnico, após as baixas das últimas semanas", completou.

A queda do cru, que perdeu quase metade de seu valor desde meados de junho, acentuou-se após a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de manter seu volume de produção no final de novembro."Não é de interesse dos produtores da Opep reduzir sua produção, seja qual for o preço (...) Mesmo que caia até 20, 40, 50, ou 60 dólares, não é pertinente reduzir a oferta", disse o ministro saudita do Petróleo, Ali al-Nuaimi em entrevista à revista especializada "Middle East Economic Survey" (MEES), publicada nesta segunda-feira.

As declarações não afetaram os preços, que se mantiveram por um anúncio da Líbia sobre uma redução de sua oferta de cru por confrontos nas regiões produtoras.


Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias