Diplomacia

Tsipras: 'Grécia não faz, nem aceita chantagem'

Premiê evocou um 'cenário de intimidação' na reunião de quarta-feira do Eurogrupo para que Atenas aceite a proposta de seus sócios da Zona Euro

Da AFP
Da AFP
Publicado em 13/02/2015 às 7:21
Foto: AFP
Premiê evocou um 'cenário de intimidação' na reunião de quarta-feira do Eurogrupo para que Atenas aceite a proposta de seus sócios da Zona Euro - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, advertiu nesta quinta-feira que a Grécia não aceitará a pressão de seus sócios para que aceite a prorrogação do programa de reformas, deixando suas promessas de campanha de lado.

"A Grécia não faz, nem aceita chantagem", disse Tsipras, em entrevista coletiva após uma cúpula da União Europeia.

O premiê evocou um "cenário de intimidação" na reunião de quarta-feira do Eurogrupo para que Atenas aceite a proposta de seus sócios da Zona Euro.

Tsipras disse que, nas últimas horas, "repetiram dentro e fora da Grécia os cenários de crise e quebra, se o novo governo grego não aceitar a extensão do programa".

"Um cenário de intimidação, se não aceitássemos a proposta de ontem(quarta-feira)", denunciou. "Não assinamos, e não houve uma catástrofe", acrescentou.

Depois da reunião de ontem, os ministros das Finanças da Zona Euro deixaram clara sua total discordância com a Grécia.

"A transição do programa (atual) para um novo programa grego é o único objetivo das discussões e do próximo Eurogrupo" que deve acontecer na segunda-feira, frisou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias