Investimento

Projeto pioneiro vai gerar energia solar no Reservatório de Sobradinho, na Bahia

Companhia Hidroelétrica de São Francisco e Eletronorte são as empresas à frente da iniciativa, com investimento de R$ 114 milhões

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 11/03/2016 às 11:42
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Companhia Hidroelétrica de São Francisco e Eletronorte são as empresas à frente da iniciativa, com investimento de R$ 114 milhões - FOTO: Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Leitura:
A Companhia Hidroelétrica do São Francisco e a Eletronorte inauguram hoje um projeto piloto que vai gerar energia solar no Lago de Sobradinho, no Sertão da Bahia. É a primeira vez que isso é feito no Brasil. A inauguração contou com a presença do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga. Serão investidos R$ 114 milhões no projeto de ambas as estatais, que vão bancar, cada uma, metade do valor a ser gasto.


Inicialmente, foram instalados painéis fotovoltaicos flutuantes numa área de 64 m² no lago. Eles têm a capacidade de gerar cinco quilowatts, energia suficiente para abastecer cinco casas com um consumo mensal de 300 quilowatt-hora por mês. A previsão é de que sejam instalados um megawatt (MW) em seis meses e mais quatro MW em até 36 meses, totalizando cinco MW.

Serão instalados também cinco MW de energia solar no reservatório de Balbina, na Amazônia, pertencente à Eletronorte.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias