Encontro

Empresas de táxi discutem no Recife como nacionalizar aplicativos e combater o Uber

Seminário acontece no Hotel Transamérica, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 30/04/2016 às 17:25
Foto: JC Imagem
Seminário acontece no Hotel Transamérica, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife - Foto: JC Imagem
Leitura:

Cerca de 70 representantes de 30 empresas de táxi de todo o País reuniram-se neste sábado (30) no Hotel Transamérica, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, para participar de um seminário sobre a nacionalização dos aplicativos de táxi. O encontro, que continua neste domingo (1º), serve também para que os empresários discutam mecanismos de enfrentamento ao Uber, investindo em ações que possibilitem um atendimento que una praticidade, eficiência e qualidade para os passageiros.

“Nacionalizando os aplicativos, um usuário do Recife que viaja para São Paulo, por exemplo, vai poder usar a ferramenta com a qual já está familiarizado para pedir um táxi. E essa é apenas uma das armas que estamos estudando para combater a concorrência”, explicou Juliana Cavalcanti, diretora da Teletáxi. Segundo a gestora, o aplicativo unificado já está em fase de teste desde fevereiro e, atualmente, cobre seis capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Natal, Belo Horizonte, Fortaleza e João Pessoa. Em até dois meses, a ferramenta deve estar disponível para usuários de todo Brasil.

Mudanças radicais na forma como o serviço de táxi é prestado atualmente também foram defendidos no encontro. Na visão de Cavalcanti, hoje o consumidor está mais exigente, busca serviços diferenciados e é isso que as empresas devem oferecer. “Recentemente nós lançamos o Teletáxi Prime, que abrange 150 dos 500 carros da nossa frota. O cliente que solicita um desses veículos tem acesso à internet, carregador de celular, água, bombons e até revistas. Tudo isso sem que seja cobrado nenhum valor adicional”, afirmou. A ideia da Teletáxi é fazer com que, gradativamente, todos os veículos de sua frota funcionem nesse esquema e, até o final de maio, pelo menos mais 100 táxis recebam o selo Prime.

Melhorias direcionadas a empresas que usam o serviço de táxi também estão sendo analisadas. “O voucher de papel será gradativamente extinto e tudo será eletrônico. Outro benefício da mudança é que o cliente poderá controlar melhor seus custos através de um gestor online onde o cliente poderá gerenciar seus custos com táxi em tempo real”, argumentou.

“Esse encontro é o primeiro passo para que nós,trocando experiências, consigamos dar mais capilaridade ao serviço para concorrer de maneira saudável com o Uber”, concluiu a gestora.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias