Crime cibernético

Golpe que oferece cupom falso do McDonalds já atingiu 100 mil pessoas

O restaurante já negou qualquer ligação com o falso cupom e disse que qualquer promoção deve ser obtida no site oficial de cupons da McDonalds

JC Online
JC Online
Publicado em 19/06/2017 às 22:39
Foto: reprodução
O restaurante já negou qualquer ligação com o falso cupom e disse que qualquer promoção deve ser obtida no site oficial de cupons da McDonald’s - FOTO: Foto: reprodução
Leitura:

A nova armadilha da internet que oferece um falso cupom de R$ 70 para serem gastos na rede de restaurantes de fast food McDonald's já atingiu mais de 100 mil brasileiros em menos de 24h. A informação é da PSafe, empresa brasileira líder em segurança e performance mobile. A falsa promoção está sendo compartilhada via WhatsApp.

A rápida disseminação do golpe está ocorrendo porque, para validar o suposto cupom, é solicitado que o usuário compartilhe o link do anúncio com outros dez contatos pelo aplicativo de mensagens instantâneas.

A suposta promoção se espalha pelo WhatsApp leva o internauta pata um site que tem aparência muito semelhante à dos canais oficiais do McDonald’s e até o endereço é parecido: macndoaids.site (com a letra “I” no lugar do “L”). Além desta página, até o momento, três domínios maliciosos envolvendo o golpe foram identificados pela PSafe.

Através de suas redes sociais oficiais, o restaurante já negou qualquer ligação com o falso cupom: "O McDonald’s Brasil informa que não tem qualquer relação com a suposta promoção envolvendo o nome da companhia. Tal conteúdo, de origem desconhecida, não faz parte das ações promocionais da empresa. Informamos que só é possível retirar cupons do McDonald’s no site oficial de cupons: https://cupons.mcdonalds.com.br/br ou através do Aplicativo McDonald’s APP."

Como o golpe funciona

Ao seguir as orientações, o usuário é induzido a fazer o cadastro em sites maliciosos que efetuam cobranças indevidas ou a baixar apps falsos (que podem infectar o smartphone), deixando o aparelho do usuário vulnerável a outros tipos de crimes. Para enganar uma maior quantidade de pessoas, os cibercriminosos tiveram o cuidado de desenvolver o golpe com a mesma identidade visual de campanhas e promoções oficiais da rede de lanchonetes. Desta maneira, fica mais difícil o usuário perceber que se trata de uma falsa promessa.

Últimas notícias