VENDA

Bolsonaro diz que privatização dos Correios está no radar

O presidente disse ainda que a última decisão do STF sobre o caso determinou que a privatização seja decidida pelo Congresso Nacional

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 02/08/2019 às 12:04
Notícia
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O presidente disse ainda que a última decisão do STF sobre o caso determinou que a privatização seja decidida pelo Congresso Nacional - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira, 2, que está no radar a privatização dos Correios. Na avaliação dele, a empresa foi aparelhada politicamente pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e precisa recuperar sua credibilidade.

"Vocês sabem o que foi feito com os Correios. O mensalão começou com eles. Sempre foi um local de aparelhamento político e que foi saqueado, como no fundo de pensão. Os funcionários perderam muito, tiveram que aumentar a contribuição para honrar", disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada no período da manhã.

Bolsonaro afirmou que o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, foi indicado para o comando da empresa para "fazer o melhor" e para recuperar a credibilidade da companhia. "Ele está fazendo bem o trabalho de recuperar a credibilidade que eles tinham antes do PT, comentou.

Decisão no Congresso

Os dois se reúnem ainda no período da manhã no Palácio do Planalto. O presidente disse ainda que a última decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso determinou que a privatização seja decidida pelo Congresso Nacional.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias