Setor automotivo

Renegade nº 1 fica pronto na fábrica da Jeep, em Goiana

Veículo é o primeiro da produção comercial da montadora

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 20/02/2015 às 7:00
Foto: Clélio Tomaz/Divulgação
Veículo é o primeiro da produção comercial da montadora - FOTO: Foto: Clélio Tomaz/Divulgação
Leitura:

A fábrica da Jeep, em Goiana (Zona da Mata Norte), viveu um momento histórico ontem (19) . Saiu da linha de produção o primeiro Renegade fabricado em solo pernambucano, que será comercializado para clientes. Desde outubro do ano passado, a planta industrial vinha fabricando protótipos do Jeep Renegade. Foram 250 para testar os 2 mil componentes do veículo. A partir de agora é pra valer. O jipinho vermelho da foto é o número 1 da produção que vai abastecer as concessionárias e ganhar as ruas do Brasil, a partir de abril.

As revendas exclusivas da marca já começam a anunciar suas ações de pré-venda. Em Pernambuco, uma concessionária do Grupo Fiori já inaugurou, no bairro recifense de Afogados, e outras duas (outra da Fiori e uma da Via Sul) abrem as portas agora em março, com endereços na Imbiribeira e na Avenida Agamenon Magalhães.

“O primeiro carro destinado a um cliente é um marco importante na trajetória da Fiat Chrysler Automobiles (FCA). Sua produção atesta a eficiência da fábrica que construímos em Goiana, incorporando as melhores práticas industriais acumuladas pelo grupo em todo o mundo. E também é um passo fundamental para multiplicar as vendas da marca Jeep no Brasil, contribuindo para torná-la uma força global”, destaca Stefan Ketter, vice-presidente mundial da manufatura da FCA no Projeto Pernambuco.

Como o Brasil ainda não dispõe de todas as peças e componentes para a produção do Renegade, os veículos estão sendo montados em regime de CKD (com kits de peças e componentes importados de outras fábricas da FCA). Os 16 sistemistas que integram o parque de fornecedores, em Goiana, fornecem 40% da demanda de fabricação dos automóveis. A expectativa da FCA é que o índice de conteúdo nacional chegue a 80%.

O mercado aguarda, para a primeira quinzena de abril, o lançamento nacional do Renegade. Só após essa apresentação, o carro começa a chegar às concessionárias. Por enquanto, as revendas estão comercializando modelos importados do Jeep, a exemplo da Cherokee, Grand Cherokee, Compass e Wrangler.

As duas revendas do Grupo Fiori vão gerar 80 empregos diretos. O diretor-executivo do Grupo Fiori, Bruno Schwambach, está confiante no desempenho do Renegade no mercado brasileiro. “Apesar do desaquecimento nas vendas de veículos, o mercado de SUV avança. Hoje representa 5% das vendas, mas a expectativa da FCA é que cresça para 15%”, observa.

O grupo colocou no ar o site www.queromeurenegade.com.br para os interessados em “encomendar” o Jeep no link Peça o seu Renegade. Além das revendas no Recife, a Fiori também terá duas lojas na Bahia (Salvador e Feira de Santana) e uma em Campina Grande, na Paraíba. O valor exato do Renegade será divulgado no lançamento oficial, mas a informação no mercado é que vai variar de R$ 70 a R$ 110 mil.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias