Energia

Com investimento de R$ 60 mi, gasoduto Belo Jardim-Caruaru é inaugurado

Estrutura tem capacidade de transportar 500 mil metros cúbicos de gás natural por dia

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 02/09/2016 às 7:29
Foto: Aluísio Moreira (SEI)/ Divulgação
Estrutura tem capacidade de transportar 500 mil metros cúbicos de gás natural por dia - FOTO: Foto: Aluísio Moreira (SEI)/ Divulgação
Leitura:

A cidade de Belo Jardim e seu entorno, no Agreste pernambucano, agora conta com mais uma fonte de energia. Com 53 quilômetros de extensão, foi inaugurado nessa quinta-feria (1º) o gasoduto que liga a cidade a Caruaru, também no Agreste, com capacidade de transportar 500 mil metros cúbicos de gás natural por dia. A estrutura é resultado da parceria entre a Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) e o Grupo Baterias Moura que, juntos, investiram R$ 60 milhões.

A fabricante pernambucana de baterias que – desembolsou R$ 10 milhões no projeto – será a principal beneficada pelo gasoduto. “Até a inauguração, realizávamos o transporte do gás comprimido a partir de Caruaru. Com a entrega direta do gás, esperamos um retorno do investimento em 60 meses e a partir do próximo mês já devemos ter uma grande redução nos custos com o gás”, detalha o diretor de Metais e Sustentabilidade, Arnolfo Menezes. Segundo ele, a empresa consome aproximadamente um milhão me metros cúbicos por mês, que eram transportados em 250 viagens de carretas.

A Copergás desenbolsou os outros R$ 50 milhões para a construção do gasoduto construído ao longo da BR-232. A ligação até Belo Jardim é a continuação do gasoduto que já liga o Recife à capital do Agreste. “Essa obra vai trazer uma grande perspectiva para os quatro municípios do entorno. Pensamos em atender as empresas que buscam a Copergás, mas com o foco na promoção de um ambiente mais otimista e com mais possibilidades de geração de emprego e renda”, afirma o presidente da companhia, Décio Padilha. Ele esteve presente ontem na inauguração do gasoduto, junto ao governador Paulo Câmara e outros membros do governo.

Interiorização

Segundo a Copergás, além da Baterias Moura, outras indústrias da região estão em fase de negociação para serem abastecidas diretamente pelo novo trecho do gasoduto, como o Frango Natto, Palmeiron, Cerâmica Marilouças e Posto Amizade.

A extensão do fornecimento direto de gás natural faz parte de um projeto maior, o gasoduto da interiorização. A ideia é levar o gás da Região Metropolitana do Recife até o Sertão. Para a indústria, o uso desse combustível é menos custoso diante do alto valor da energia elétrica.

Últimas notícias