PORTO

Suape realiza audiência pública sobre exploração de GLP

O investimento estimado é de R$ 66,3 milhões. Atualmente, o Porto de Suape distribui 655 mil toneladas de GLP por ano

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 15/11/2017 às 7:31
Foto: Divulgação
O investimento estimado é de R$ 66,3 milhões. Atualmente, o Porto de Suape distribui 655 mil toneladas de GLP por ano - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O Porto de Suape vai abrir concorrência para cessão de área de 24 mil metros quadrados, localizada no polo de graneis líquidos, a empresas interessadas em envase e distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. A primeira etapa desse processo é a realização de audiência pública, no próximo dia 30, na sede administrativa, em Ipojuca. O investimento estimado é de R$ 66,3 milhões.

O vencedor – aquele que oferecer o maior valor à autoridade portuária – vai poder usar a área por 15 anos, sendo responsável pela ampliação e desenvolvimento da infraestrutura, benfeitorias e manutenções na infraestrutura existente.

Outra exigência estabelecida é de apresentar uma performance mínima de 60 mil toneladas/ano (consumo aparente), considerando os dois segmentos de mercado: domiciliar, granel (destinado a indústrias, comércio, serviços e condomínios) e outros envasados. Isso estará disposto na minuta de contrato.

Além dos investimentos, o cessionário terá que arcar com o valor estabelecido para contrato de cessão onerosa, que é de, no mínimo, R$ 5,65/m² por mês, segundo estudo simplificado. Isso totaliza um valor global estimado mínimo de R$ 24,4 milhões a ser pago a Suape ao longo dos 15 anos.

Atualmente, as bases de envase em Suape atendem Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Isso representa 53% do market share do Nordeste. O porto distribui 655 mil toneladas de GLP por ano e somente Pernambuco consome 310 mil toneladas por ano. Segundo estudos preliminares, as bases operam 24% do consumo nacional de GLP.

“Essa audiência pública é inovadora, porque Suape fez as primeiras cessões dessas áreas nos anos 90. É o primeiro caso de relicitação. Estamos fazendo isso porque a empresa estava em um contrato transitório e o prazo expirou. Na audiência, vamos avaliar qual é o nível de interesse na área. Suape, hoje, é o principal hub do Nordeste em relação a GLP”, comenta o vice-presidente do Complexo Portuário Industrial de Suape, Marcelo Bruto.

Os interessados em participar da audiência podem consultar estudos e minutas disponíveis no site do Porto de Suape, no endereço www.suape.pe.gov.br.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias