PAGAMENTOS

Consumidores aliviados com volta do pagamento da Celpe nas lotéricas

A retomada do serviço pegou algumas pessoas de surpresa, mas todos gostaram da novidade.

Letícia Saturnino
Letícia Saturnino
Publicado em 14/07/2018 às 11:14
Foto: André Nery/Acervo JC Imagem
A retomada do serviço pegou algumas pessoas de surpresa, mas todos gostaram da novidade. - FOTO: Foto: André Nery/Acervo JC Imagem
Leitura:

Neste sábado (14), as casas lotéricas do Estado voltaram a receber o pagamento das contas de energia, após a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e a Caixa Econômica Federal formalizarem, na sexta-feira (13), a renovação do convênio.

A retomada do serviço pegou algumas pessoas de surpresa, mas todos gostaram da novidade.

"É melhor pra gente, né? Estava muito difícil de conseguir pagar essas contas", disse a dona de casa Maria Nilda.

Para Elias Mascarenhas, dono de uma casa lotérica no bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife, a retomada do pagamento agradou tanto os clientes quanto a empresa. "Essa é uma vitória muito importante pra gente e para a população. Com a retirada do pagamento das contas, o movimento caiu muito e agora a tendência é que volte ao normal. A população estava reclamando muito porque não conseguiam pagar as contas aqui", declarou.

Além do retorno das lotéricas como canais de arrecadação, os mais de 3,6 milhões de clientes da Celpe permanecem contando com outros cerca de 1.800 locais de pagamento, entre nossa rede própria Celpe Serviços e correspondentes bancários.

Relembre:

As casas lotéricas deixaram de receber o pagamento das contas de energia elétrica desde o dia 1º de maio, quando a Caixa e a Celpe romperam o convênio que tinham.

No dia 19 de junho, o sindicato dos Lotéricos de Pernambuco (Selepe) havia informado que a inviabilização do pagamento das faturas estava gerando um prejuízo estimado em R$ 1,5 milhão aos cofres públicos.

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias