IMPUNITAS

PF cumpre mandados em operação contra fraude no Banco do Nordeste

As ordens judiciais são cumpridas em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR)

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 11/06/2019 às 8:21
Notícia
Foto: Divulgação/Banco do Nordeste
As ordens judiciais são cumpridas em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR) - FOTO: Foto: Divulgação/Banco do Nordeste
Leitura:

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta terça-feira (11), dois mandados de busca e apreensão em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e dois em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). As ordens judiciais são cumpridas no âmbito da Operação Impunitas, que investiga seis pessoas por suspeita de gestão fraudulenta no Banco do Nordeste.

Empréstimos

Segundo a PF, os alvos da Operação Impunitas são suspeitos de concederem empréstimos fraudulentos para aprovação de crédito de empresas sem capacidade de pagamento da dívida. Ainda de acordo com a PF, foram pedidos o sequestro dos bens e retenção dos passaportes dos suspeitos, que são investigados pelos crimes de lavagem de dinheiros, gestão fraudulenta de instituição financeira e associação criminosa. 

A PF estima que os prejuízos aos cofres públicos giram em torno de R$ 8 milhões. 

Posicionamento do banco

Em nota, o Banco do Nordeste disse que "apurou as irregularidades, por meio de sua Auditoria Interna, e está adotando providências disciplinares em relação aos funcionários envolvidos. As informações levantadas, incluindo participação de terceiros não funcionários do Banco, já haviam sido, antecipadamente e de forma proativa, encaminhadas pelo BNB às autoridades competentes, inclusive à Polícia Federal. O Banco do Nordeste reafirma seu compromisso com a conformidade e com os princípios da boa governança", finaliza o texto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias