mercado de trabalho

Governo de Pernambuco projeta criação de ao menos 3 mil empregos em 3 anos

Para 2020, o Governo Estadual projeta que 651 pessoas sejam contratadas por empresas que anunciaram instalação em terras pernambucanas

JC Online
JC Online
Publicado em 26/12/2019 às 12:12
Foto: ABr
Para 2020, o Governo Estadual projeta que 651 pessoas sejam contratadas por empresas que anunciaram instalação em terras pernambucanas - FOTO: Foto: ABr
Leitura:

O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) aprovou 25 novos projetos privados que devem investir R$ 273 milhões no Estado e gerar 651 vagas de emprego. O anúncio aconteceu nesta quinta-feira (26), durante a 109ª reunião do Condic. Ao longo de 2019, o Governo de Pernambuco realizou seis reuniões do Conselho, que aprovou 118 projetos, com projeção de R$ 693,3 milhões em investimentos e a geração de 3.138 empregos. Os postos de trabalho vão sendo abertos, a medida em que as empresas vão instalando os empreendimentos. Em muitos casos são projetos de ampliação de unidades já existente, o que torna as contratações mais rápidas. 

A projeção dos empregos é importante num momento em que o Estado está com alta taxa de desemprego (15,8%), segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Embora venha diminuindo nos últimos nove trimestres seguidos, a desocupação no Estado ainda se posiciona entre as cinco maiores do País. O presidente da AD Diper, Roberto Abreu, destacou o bom desempenho de Pernambuco na atração de novos empreendimentos este ano. 

"O maior destaque foi a geração de empregos no interior do Estado, que confirma o esforço do governo de interiorizar o desenvolvimento. Dos 18 projetos industriais desta última reunião do ano, 13 vão para o interior e cinco para a Região Metropolitana do Recife. A importância é ainda maior quando falamos dos empregos, com 587 ficando no interior e 64 na RMR", detalha Roberto Abreu.

Os destaques na pauta da 109ª reunião do Condic foram os projetos de ampliação da AmBev e de instalação da Roma Jeans e da Nova Tecelagem e Fiação. Fabricante de tecidos e fios, a Roma Jeans tem projeto de se instalar no município de Toritama (no Agreste do Estado), com previsão de investir R$ 75 milhões e gerar 254 vagas. A Ambev, em Itapissuma, vai ampliar a produção fabricando extrato de malte para atender às fábricas locais e  o mercado externo. A companhia vai investir R$ 155 milhões. Já a Nova Tecelagem e Fiação vai aplicar R$ 100 milhões na implantação de uma fabrica em Bezerros e gerar 545 empregos.

Para 2020, a expectativa da AD Diper é realizar reuniões do Condic em março, junho, setembro e dezembro.  Neste ano foram realizadas seis reuniões, porque uma de 2018 ficou para 2019,  e em agosto aconteceu uma reunião extraordinário. 

Incentivos fiscais

Para se estabelecer no Estado, as companhias ganharão incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe), oferecidos às indústrias, centrais de distribuição e importadores atacadistas que possam trazer investimentos para Pernambuco, ajudando a aquecer a economia.

Últimas notícias