Tragédia

Alan Ruschel conta que sobreviveu porque foi chamado para sentar na frente do avião

Jogador é um dos seis sobreviventes do acidente aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 05/12/2016 às 12:30
Chapecoense/Divulgação
Jogador é um dos seis sobreviventes do acidente aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia - Chapecoense/Divulgação
Leitura:

O lateral da Chapecoense Alan Ruschel, um dos seis sobreviventes do acidente aéreo que vitimou fatalmente boa parte da delegação da equipe catarinese, afirmou que só está vivo porque foi chamado para sentar na parte da frente do avião. De acordo com o jogador, foi a terceira vez que Deus teria salvado a sua vida. 

A história foi contada por um dos médicos que acompanha Ruschel: Marcos Sonagli. O lateral já respira sem ajuda de aparelhos, está consciente e conversa bastante. O jogador até pediu por um churrasco, porque está com vontade de comer carne.

Ruschel afirmou que é a terceira vez que escapa da morte. A primeira ocasião foi em um acidente de carro em Chapecó, a segunda foi o desastre aéreo e a terceira porque tem reagido bem aos tratamentos. 

"Se ele tem sete vidas, não precisa gastar as outras quatro", brincou o médico Marcos Sonagli. 

SOBREVIVENTES

Dos seis sobreviventes, quatro são brasileiros: além de Alan Ruschel, Neto e Jackson Follmann (jogadores) e Rafael Henzel (jornalista) passam por cuidados em Medellín. Dois tripulantes bolivianos, Ximena Suárez e Erwin Tumiri, também estão vivos e já receberam alta médica. 


Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias