pernambuco

Presidente da FPF confirma pedido do Paysandu para anular jogo do acesso do Náutico

Presidente da FPF, Evandro Carvalho, confirmou que o Paysandu entrou com ação para impugnar partida do último domingo contra o Náutico, nos Aflitos. Dirigente disse que acompanhará caso de perto

JC Online
JC Online
Publicado em 11/09/2019 às 11:40
Notícia
JC Imagem
Presidente da FPF, Evandro Carvalho, confirmou que o Paysandu entrou com ação para impugnar partida do último domingo contra o Náutico, nos Aflitos. Dirigente disse que acompanhará caso de perto - FOTO: JC Imagem
Leitura:

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, confirmou que o Paysandu entrou com o pedido de anulação do jogo que garantiu o acesso do Náutico para a Série B, no domingo passado. O dirigente garantiu também que acompanhará de perto o andamento da ação junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

"Em âmbito administrativo está sepultado, em âmbito esportivo o clube entrou com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Eu vou viajar hoje para acompanhar algumas demandas e eu tenho uma reunião marcada com a CBF. Vamos acompanhar muito de perto essa ação no STJD", falou Evandro, em entrevista à Rádio Jornal.

Informações dão conta que o Papão entrou com recurso para impugnar a partida do último domingo, realizada no estádio dos Aflitos. Na ocasião, Náutico e Paysandu empataram por 2x2, mas o Timbu acabou vencendo nos pênaltis por 5x3. A questão levantada pela equipe paraense diz respeito ao pênalti marcado pelo árbitro Leandro Vuaden aos 49 minutos do segundo tempo. 

SEM NOTIFICAÇÃO

Alexandre Carneiro, diretor jurídico do Náutico, informou que até agora o clube pernambucano não recebeu notificação referente à possível impugnação do jogo. "Não recebemos nada ainda, mas estamos absolutamente tranquilos. Queremos focar nas partidas seguintes", disse o dirigente, em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias