América do Sul

Governo Chileno confirma final da Libertadores em Santiago

Ministra do Esporte do Chile, Cecilia Pérez, confirmou realização da partida nesta quarta-feira (30)

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 30/10/2019 às 15:40
Twitter/Flamengo/Reprodução
Ministra do Esporte do Chile, Cecilia Pérez, confirmou realização da partida nesta quarta-feira (30) - FOTO: Twitter/Flamengo/Reprodução
Leitura:

Apesar dos rumores de necessidade de transferência de sede da final da Libertadores, entre Flamengo e River Plate (ARG), a ministra de Esporte do Chile, Cecilia Pérez, confirmou nesta quarta (30) que a partida irá mesmo acontecer em Santiago, no próximo dia 23. Havia o temor de que o jogo tivesse de mudar de local por causa dos protestos populares que tomaram conta do país nos últimos dez dias.

"Após reunião com o presidente do Comitê Olímpico chileno e com o presidente (Alejandro Domínguez, da Conmebol), ratifiquei nossa firme vontade e compromisso de realizar esta final no Chile", declarou a ministra.

A possibilidade de alteração de sede ficou mais forte após o governo chileno ter anunciado que o país não vai mais realizar o fórum da Apec (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico) e a Conferência das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas deste ano. 

Como forma de agradecer o engajamento do governo chileno em manter a realização da partida em Santiago, a Conmebol divulgou nota por meio de suas redes sociais. "Agradecemos o compromisso do governo do Chile para garantir as condições de segurança para a celebração da final única da Libertadores 2019. A final é a celebração do futebol com e para o público chileno. Seguimos avançando", publicou. 

 CONFIRA

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias