copa do mundo

Passinho do bregafunk em comemoração da seleção sub-17

O atacante pernambucano Kaio Jorge dançou o passinho para comemorar seu primeiro gol no Mundial

Karoline
Karoline
Publicado em 30/10/2019 às 18:39
Notícia
Foto: Alexandre Loureiro/CBF
O atacante pernambucano Kaio Jorge dançou o passinho para comemorar seu primeiro gol no Mundial - FOTO: Foto: Alexandre Loureiro/CBF
Leitura:

Prazer, Kaio Jorge. O atacante pernambucano Kaio Jorge foi o responsável pelo primeiro gol do Brasil na vitória por 3x0 sobre a Nova Zelândia, na 2ª rodada da fase de grupos da Copa do Mundo Sub-17, e a comemoração relembrou sua origem. Atualmente no Santos, o garoto de 17 anos mandou a novidade nova para todo o mundo e dançou o passinho do bregafunk.

"Como eu saí de Recife, eu conheço muitos MC’s de lá. O ritmo é o brega. Meus primos falaram para eu fazer a dancinha se tivesse gol", disse o garoto, em entrevista ao site oficial da CBF. Aos 20 minutos do primeiro tempo, Gabriel Veron recebeu lançamento pela direita, puxou a marcação e cruzou para Kaio que chapuletou para o gol.

A comemoração começou em grupo, mas, na hora da dança, só o pernambucano entrou no hit contagiante. "O (João) Peglow até tenta, mas ele é travadão (risos)", brincou o camisa 9 nascido em Olinda.

Kaio Jorge agradeceu aos companheiros de equipe pela doação na partida, principalmente a Veron, pela assistência. "A Seleção Brasileira é conhecida por ter grandes atacantes, essa ofensividade é essencial e acho que isso vem de muito trabalho. Eu entro em campo com o pensamento de ajudar meus companheiros e sim, fazer o gol, mas é algo que sai naturalmente. Fui feliz", completou.

O Brasil volta a campo nesta sexta-feira (1º). O adversário é Angola, também já classificado para a próxima fase da competição, fazendo o jogo definir o primeiro colocado do Grupo A. O jogo acontece no Estádio Olímpico, em Goiânia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias