Clássico dos Clássicos

Náutico e Sport se enfrentam mais uma vez em momentos distintos

Equipes se enfrentam neste sábado, às 18h, nos Aflitos, pela quarta rodada da Copa do Nordeste

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 14/02/2020 às 7:16
Notícia
Léo Motta/JC Imagem
Equipes se enfrentam neste sábado, às 18h, nos Aflitos, pela quarta rodada da Copa do Nordeste - FOTO: Léo Motta/JC Imagem
Leitura:

Náutico e Sport disputam o segundo Clássico dos Clássicos da temporada, neste sábado, pela quarta rodada da Copa do Nordeste, e mais uma vez as equipes chegam em momentos distintos dentro de campo. Depois de ser eliminado pelo segundo ano consecutivo na primeira fase da Copa do Brasil, ao perder para o Brusque, o Leão vive um ambiente conturbado e chega para o confronto após a demissão do técnico Guto Ferreira na última quinta-feira. Por outro lado, apesar da desconfiança inicial da torcida depois de começar a temporada com dois empates, o técnico Gilmar Dal Pozzo tem total apoio da cúpula alvirrubra, principalmente após a classificação com autoridade diante o Toledo-PR. O duelo entre alvirrubros e rubro-negros acontece às 18h, no estádio dos Aflitos.

> Confronto entre Náutico e Botafogo, pela Copa do Brasil, tem data definida
> Guto Ferreira deixa comando do Sport após eliminação na Copa do Brasil
> Jogadores de Náutico e Sport chegam ao Recife no mesmo voo

Com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil tratada como prioridade pela diretoria, o Náutico atingiu o primeiro objetivo da temporada e o ambiente dentro do vestiário alvirrubro é positivo. Mais uma vez com os salários em dia, os jogadores do Timbu entraram em campo contra o Toledo-PR com os vencimentos de janeiro pagos e ainda vão receber um percentual da cota de classificação (R$ 650 mil) como premiação. Tanto o técnico Gilmar Dal Pozzo, quanto o presidente Edno Melo, atribuíram o bom momento do time ao planejamento traçado pelo clube, ainda no ano passado, quando o elenco iniciou a pré-temporada em dezembro.

"Representa um alívio financeiro, a gente sabe que era muito importante esse jogo do Náutico para continuidade do nosso compromisso com os atletas, comissão técnica e funcionários. Em 2018 essa cota da Copa do Brasil deu um alento muito grande durante o ano e a a gente programou justamente isso. A gente fez um planejamento para que os jogadores e a comissão técnica só pensasse no jogo e só estivessem preocupados realmente com o Toledo-PR. A gente pagou os salários de janeiro e agora só falta acertar o percentual da classificação", comentou o presidente Edno Melo.

Em entrevista à Rádio Jornal, na manhã dessa quinta-feira, o presidente do Sport, Milton Bivar, avaliou o peso financeiro da segunda eliminação seguida na primeira fase da Copa do Brasil e frisou que achou o time rubro-negro desarrumado diante do Brusque. “É frustrante (sobre a eliminação). É triste a gente não conseguir essa cota, mas não estava contando com ela antecipadamente. Seria muito bem vinda. Qualquer dinheiro seria porque estamos bastante necessitados. O que me deixa triste é a forma como nós perdemos. Fizemos um jogo onde praticamente 80% dos atletas não jogaram com todo o potencial”, comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias