série c

Dal Pozzo ressalta comando de novatos do Náutico

Lombardi e Willian Simões vestiram a camisa alvirrubra pela primeira vez, enquanto Jefferson voltou ao clube

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 11/06/2019 às 12:04
Notícia
Foto: Léo Lemos/Náutico
Lombardi e Willian Simões vestiram a camisa alvirrubra pela primeira vez, enquanto Jefferson voltou ao clube - FOTO: Foto: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

A vitória do Náutico diante do Sampaio Corrêa, na noite de segunda-feira (10), contou com a estreia de dois jogadores e uma reestreia. O zagueiro Lombardi e o lateral-esquerdo Willian Simões fizeram suas primeiras partidas com a camisa alvirrubra e o goleiro Jefferson voltou a defender o Timbu. Os desempenhos e a liderança foram elogiadas pelo técnico Gilmar Dal Pozzo.

"Eu gostei muito, principalmente da liderança desses jogadores. Conversamos muito com diretoria sobre a questão de perfil. Série C é difícil, considero quase uma Libertadores pela exigência. Tecnicamente não é um primor, mas bastante competitiva. Tem que ter voz de comando na equipe", destacou o treinador.

Para o comandante alvirrubro, os jogadores novatos conseguiram levar justamente essa voz de comando. Não só em seus postos, mas também contagiando o resto do time em campo. "Quando entra Willian, Lombardi e Jefferson com imposição, incorpora para o restante da equipe", emendou.

Outra novidade foi o atacante Neto Pessôa. Ele já havia estreado, mas o 2x0 sobre o Tubarão foi seu primeiro jogo como titular do Náutico. Nele, Dal Pozzo ressaltou a técnica refinada no último terço do campo, acrescentando bastante à equipe.

"Individualizei em quatro jogadores, mas tem a força do conjunto, inclusive incorporando. Os dois Tarcísios (Tharcysio e Tarcísio Martins). Quero isso no meu grupo, não só nos onze que começam, mas também quem viaja e quem fica. Incorporar o espírito da Série C. O torcedor junto com todos nós", concluiu o técnico alvirrubro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias