NÁUTICO

Retornando de lesão, Jorge Henrique quer ajudar Náutico dentro de campo em 2020

O meia-atacante voltou a atuar com a camisa alvirrubra quase sete meses depois de lesionar o tendão de aquiles

Pedro Alves
Pedro Alves
Publicado em 25/12/2019 às 8:00
Filipe Ribeiro/JC Imagem
O meia-atacante voltou a atuar com a camisa alvirrubra quase sete meses depois de lesionar o tendão de aquiles - FOTO: Filipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Aos 37 anos de idade, Jorge Henrique teve uma temporada complicada no Náutico, onde sofreu uma lesão no Tendão de Aquiles, passou por cirurgia e ficou longe dos gramados por quase sete meses. O meia-atacante voltou a jogar uma partida no último domingo, no amistoso contra o ABC.

Apesar do currículo recheado de títulos, inclusive campeão da Libertadores e do Mundial de 2012 com o Corinthians. Mas para Gilmar Dal Pozzo, isso não é motivo para o jogador receber um tratamento especial. 

“Não tem nada especial para o Jorge (Henrique). O tratamento é igual para todos. O processo é o mesmo. Ele está inserido desde que cheguei. São 7 meses (de convivência). Quando tem a necessidade de apontamento, falamos. Está treinando como os demais. Está motivado. Nem mais e nem menos que os outros atletas”, disse o treinador. 

No amistoso de domingo, Jorge entrou durante o segundo tempo e, em alguns momentos, demonstrou a sua qualidade com a bola no pé, movimentação e visão de jogo, mas ainda vai brigar bastante para conseguir seu espaço no elenco principal. 

“Acho que não é nem disputar posição é procurar o meu espaço. Seja no lugar do Jean ou de outro. Vou procurar ajudar a minha equipe. Nesse ano eu contribui fora (de campo) e esse ano quero contribuir dentro dos gramados. Estou me preparando bem fisicamente para conseguir”, completou o meia.

Contrato até 2020

O jogador foi contratado pelo Náutico no dia 12 de dezembro de 2018 e renovou até o final de 2020 com o Timbu. Em 2019, Jorge Henrique fez 17 partidas e marcou apenas dois gols.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias