Timbu Coroado

Torcedores do Náutico fazem a festa no tradicional bloco Timbu Coroado

Concentração aconteceu na manhã deste domingo, na sede do estádio dos Aflitos

Fernando Castro
Fernando Castro
Publicado em 23/02/2020 às 14:54
Notícia
Divulgação/Náutico
Concentração aconteceu na manhã deste domingo, na sede do estádio dos Aflitos - FOTO: Divulgação/Náutico
Leitura:

O domingo não foi de futebol para o Náutico, mas os torcedores alvirrubros, como de costume, compareceram em grande número na sede do clube para brincar e pular no Timbu Coroado. O tradicional bloco de carnaval arrastou os foliões pelas ruas do bairro dos Aflitos. Em 2020, o bloco completou 86 anos. Além dos adultos, muitas crianças fizeram a festa no clube, principalmente com o mascote do Timbu, a grande atração da meninada.

> Confira a entrevista exclusiva com o meia Jean Carlos, destaque do Náutico no ano

Chamado até de "Timbu de Chernobyl", por conta do rosto invocado, o mascote do Náutico caiu nas graças dos torcedores nos jogos e também no carnaval. Os foliões alvirrubros de toda idade tietaram o Timbu e brincaram bastante dentro e fora da sede do estádio dos Aflitos. O mascote substituiu o Bonzão, antigo boneco que comandava o bloco Timbu Coroado.

A concentração teve início às 9h e uma hora depois a festa começou na sede do Náutico com a Orquestra Universal. A partir das 11h o trio do cantor alvirrubro Nonô Germano e a frevioca comandada por Luciano Ferras arrastaram os alvirrubros pela Avenida Conselheiro Rosa e Silva, entra na Rua Simão Mendes, passa pela Rua do Futuro e para na Rua Barão de Contendas. Depois do desfile, o Timbu Coroado continuou dentro do clube, com o cantor Rafa Cout e a Bateria Cabulosa.

"A gente está resgatando novamente o Timbu Coroado, já é o terceiro ano que arrasta essa multidão toda, agradeço a Deus e a essa torcida maravilhosa que está entendendo que esse momento é de união e de jogar juntos. Faço questão de estar junto com o povo, vim da arquibancada e aqui é o meu lugar", destacou o presidente Edno Melo, em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal.

TIMBU COROADO

O nosso bloco é mesmo enfezado

É o Timbu, é o Timbu Coroado

Desde cedinho já está acordado

É o Timbu, é o Timbu Coroado

Entre no passo

Que o frevo é de amargar

Pois a turma é muito boa

E no frevo quer entrar

Não queira bancar o tatu

Conheço seu jeito, você é Timbu

Esse negócio de casá, casá, casá

É negócio pra maluco

Pois ninguém quer se amarrar

Timbu sabe isso de cór

Casá pode ser bom, não casá é melhor

N – Á – U – T – I – C – O

Todo mundo vai saber isso de cór

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias