Vela

Veleiro da família Schurmann é o segundo a completar a Refeno

O título foi conquistado pelo barco pernambucano Patoruzú

JC Online
JC Online
Publicado em 01/10/2018 às 12:33
Divulgação
O título foi conquistado pelo barco pernambucano Patoruzú - FOTO: Divulgação
Leitura:

A Família Schurmann, a bordo do veleiro Kat, chegou a Fernando de Noronha no início da noite deste domingo (30) e ficou com o vice-campeonato da 30ª Refeno. Eles completaram o percurso de 292 milhas náuticas, ou 545 quilômetros, às 18h25 depois de 30h25min22s de regata. O título foi conquistado pelo barco pernambucano Patoruzú, que chegou às 14h58 com o tempo 25h58min12s.

“Estou muito feliz. Fizemos uma regata muito bacana. Saímos com o vento fraco e esse barco, com 90 toneladas, precisa de mais vento. O vento veio e fizemos uma tática de subir mais, orçar e aliviar. Tivemos uma média de 10 nós. Foi excelente e a embarcação se saiu bem. A tripulação também foi muito bacana. Todos com muita vontade, regulando as velas. Foi maravilhoso. Fico muito feliz em ser o primeiro barco de Monocasco a chegar em Noronha”, ressaltou o capitão Vilfredo Schurmann.

REFORÇO

A tripulação do veleiro Kat foi reforçada para a Regata Recife-Fernando de Noronha 2018. Por conta do projeto #MaresLimpos, da ONU Meio Ambiente, e defendida pela Família Schurmann, estiveram a bordo os apresentadores Felipe Solari e Marina Person, o ator Jefferson Schroeder e a youtuber Foquinha. Comandada pelo Capitão Vilfredo, a tripulação também teve, além do casal Vilfredo e Heloisa Schurmann, os filhos David e Wilhelm, o neto Emannuel, e Erika Cembe-Ternex e Délio Santiago, membros da Conexão Schurmann.

Já em Fernando de Noronha, Heloisa Schurmann postou na rede social uma mensagem de agradecimento pelo resultado. “Chegamos em Noronha! Somos campeões da regata #refeno em nossa categoria e em 2º lugar geral dos 61 barcos que largaram do Recife! Parabéns minha família e tripulação! Gratidão ao veleiro Kat, que nos trouxe "voando" até aqui. Com certeza Kat, que tanto amava Fernando de Noronha queria nos ver chegar rapidinho!”, disse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias