CLÁSSICO

Didira prega respeito ao Náutico, mas quer Santa Cruz se impondo para buscar vitória

Meio-campista, de 31 anos, acredita que o time tricolor chega forte para o clássico de domingo

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 27/02/2020 às 17:11
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Meio-campista, de 31 anos, acredita que o time tricolor chega forte para o clássico de domingo - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Leitura:

Depois de 12 partidas disputadas nesse início de temporada, somente agora, neste final de semana, que o Santa Cruz vai disputar o primeiro clássico do ano. O Tricolor recebe o Náutico, domingo (1º de março), às 16h, no estádio do Arruda, pela 7ª rodada do Campeonato Pernambucano, querendo manter o período de invencibilidade que já dura cinco partidas - quatro vitórias e um empate.

Ciente de que um clássico não é uma partida como outra qualquer, o experiente meia Didira, de 31 anos, sabe que será necessário mais atenção para minimizar os erros e sair de campo com os três pontos. "Temos um jogo importante. Clássico é difícil e é preciso ter o máximo de atenção e cuidado, pois é uma partida que se define nos detalhes. Não será um jogo fácil, mas jogando em casa temos de nos impor. É respeitar o adversário e buscar fazer o nosso melhor para buscar o resultado que será importante para nós", declarou.

CLÁSSICO

Além de se tratar de um clássico, a partida contra o Náutico se torna ainda mais decisiva porque o Santa Cruz pode garantir classificação antecipada às semifinais do Pernambucano, em caso de vitória e de uma combinação de resultados ao final da rodada.

"A gente vem conversando entre os jogadores e com o treinador também. Encaramos cada competição como o último jogo. Sabemos que podemos nos classificar com uma vitória e um empate também. Mas será um jogo difícil, um clássico e temos de entrar para buscar o resultado. Estamos numa crescente boa e não podemos relaxar porque ainda não conquistamos nada", disse Didira.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias