Caso Leomar

Emerson Leão nega ter recebido comissão para convocar Leomar e pede prisão para envolvidos

Treinador rebateu presidente do Sport, Luciano Bivar, mas afirmou que não vai processá-lo

João de Andrade Neto
João de Andrade Neto
Publicado em 08/03/2013 às 15:10
Foto: Marcos Michael/Acervo JC Imagem
Treinador rebateu presidente do Sport, Luciano Bivar, mas afirmou que não vai processá-lo - FOTO: Foto: Marcos Michael/Acervo JC Imagem
Leitura:

O técnico Emerson Leão, atualmente sem clube, cobrou explicações sobre a revelação do presidente do Sport, Luciano Bivar, que confessou ter pago uma comissão para que o ex-volante Leomar fosse convocado para a seleção brasileira em 2001. Na época, a Canarinha era dirigida pelo treinador. Leão negou ter recebido qualquer tipo de vantagem para convocar Leomar e pediu prisão para os envolvidos. No entanto, revelou que não pensa em processar o mandatário rubro-negro.

"Ele não citou o meu nome. Por isso não vou processá-lo. Penso apenas que Luciano Bivar tem uma grande responsabilidade perante seu estado, seu clube e seus torcedores e deve sim uma explicação sobre isso. Tenho a convicção de quem faz isso tem que ser preso. Quem paga e quem recebe", afirmou. "Fiquei surpreso com a declaração dele. Se esse tipo de coisa existe ou não existe eu não sei. Para mim nunca chegou nada desse tipo, até porque todos sabem do meu caráter. Esse assunto tem que ser investigado até o fim", completou.

O treinador aproveitou para explicar a convocação de Leomar, na época. "Leomar foi convocado porque fez um ano maravilhosamente bem e não podíamos convocar jogadores que estavam no exterior e em times grandes. Ele ganhou a vaga por méritos". encerrou.

 

Últimas notícias